IMÓVEL RURAL C/ 2 ALQ

Lote 01: IMÓVEL RURAL C/ 2 ALQ

Valores atualizados

Avaliação416.507,34
Lance mínimo249.904,40
Incremento2.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas375

Localização:Pirajú/SP

Fórum/Vara: 1ª VARA DA COMARCA DE PIRAJU – SP

Nº do processo: 0005137-14.2013.8.26.0452

RQTE: BANCO DO BRASIL S/A

RQDO:  SILVIO VIRGILIO DA SILVA EPP e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 04/10/2019 à partir das 15:45h, e encerramento no dia 10/10/2019 às 15:45h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 30/10/2019 às 15:45h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a60%(sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$416.507,34

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 249.904,40


DESCRIÇÃO: Um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma gleba de terras, situada neste município, ora denominada Chácara Santa Luzia, localizada na Chácara Boa Vista, com a área de quarenta e oito mil e quatrocentos (48.400,00ms²) metros quadrados, equivalentes a quatro hectares e oitenta e quatro (4,84 ha) ares, ou ainda dois (2) alqueires paulistas, sem benfeitorias, dentros dos seguintes rumos, distâncias e confrontações: O referido imóvel é delimitado por um polígono irregular cuja demarcação se inicia no marco MP-12B8, assinalado em planta anexa, MP 12B8 cravado junto a divisa da área remanescente e terras de José Osmir Cerqueira; daí, segue confrontando com o último com o rumo de 29°37’37”SW, com 294,88 metros até o marco 12B7; daí, passa a confrontar com terras de Edson Vecchia e Luiz Jacob Filho, com o rumo de 40°52’30”NW com 47,65 metros até o marco 12A2, daí passa a confronta com terras de Mário Fernando da Silva com os rumos e distâncias de: 40°52’30”NW, e com 60,39 metros até o marco 12A7; 41°41’40”NW, com 122,74 metros até o marco 12A6; 3°24’59”NW, com 144,04 metros até o marco 12A5, daí segue pela jusante do Ribeirão Água da Chácara até o marco 12B10; Daí passa a confrontar-se com a área remanescente de José Martins Fernandes com os seguintes rumos e distâncias: 56°28’20”SE, com 104,57 metros até o marco 12B9; 85°59’50”NE om 312,05 metros até o marco MP12B 8, encerrando o perímetro e polígono. Havia dito imóvel em área maior conforme matrícula nº 1827 - Cadastrado no INCRA em área mario sob nº628.085.003.174/0, com a área total de 135,5 ha - Módulos Fiscal 20,0 - Nº de módulos fiscais 6,53 fração mínima de parcelamento 2,0 ha. Conforme o laudo de avaliação o imóvel encontra-se em via coletora que dá acesso à SP-270 (Rod. Raposo Tavares) pelo monumento do “peixe dourado” , ou seja, nos limites do perímetro urbano da cidade de Pirajú/SP ( o que valorizou o imóvel em R$ 204.000,00 o alqueire) . Imóvel matriculado sob o n° 12.843 do CRI de Piraju/SP. 

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$ 416.507,34(Quatrocentos e dezesseis mil, quinhentos e sete reais e trinta e quatro centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:R.18-HIPOTECA de 1º grau do imóvel, em favor de Banco do Brasil S/A;AV.19-PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Cível da Comarca de Piraju, no proc. nº 3000488-52.2013, movido por Andréa da Silva Goulart - ME;AV.20-PENHORA de 50% do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Cível da Comarca de Piraju, no proc. nº 6579-15.2013, movido por Ministério da Fazenda;AV.21-PENHORA do imóvel, nestes autos;

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

PARTE IDEAL IMÓVEL RURAL 0,0835 HA

Lote 01: PARTE IDEAL IMÓVEL RURAL 0,0835 HA

Valores atualizados

Avaliação6.287,53
Lance mínimo6.287,53
Incremento100,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas98

Localização: Socorro/SP

Fórum/Vara: 1ª VARA DA COMARCA DE SOCORRO – SP 

Nº do processo: 0000001-51.1988.8.26.0601

RQTE: BANCO DO BRASIL S/A

RQDO: GENTIL JOSÉ TONELLI e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 29/10/2019 à partir das 15:40h, e encerramento no dia 04/11/2019 às 15:40h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 26/11/2019 às 15:40h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a 60% (sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$ 6.287,53

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 3.772,51


DESCRIÇÃO:  A parte ideal de 0,0835ha de um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Um imóvel rural, bairro do Salto, área de 7,2824ha. Cadastro do Incra sob nº 625.086.009.946 (área maior). Um terreno com a área de 7.2824ha. (sete hectares, vinte e oito ares, vinte e quatro centiares) que é o remanescente de um todo de 7,4868ha. situado nesta comarca, no bairro do salto, contendo 2,000 cafeeiros, confrontando com José Alves de Oliveira, José Stafok e outros. Imóvel matrícula nº 3921 do CRI de Socorro/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$  6.287,53(Seis mil, duzentos e oitenta e sete reais e cinquenta e três centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:R.12-PENHORA de 50% do imóvel, expedido pela 2ª Vara de Campinas, no proc. 1999.61.05.012015-0, movido por Caixa Econômica Federal - CEF;R.16-PENHORA de 1/4 da parte ideal equivalente a 0,3340ha do imóvel, expedido pela 1ª Vara Judicial de Socorro, no proc. 468/99, movido por Nossa Caixa Nosso Banco S/A;R.18-PENHORA de 1/4 da parte ideal de 0,3340ha do imóvel, expedido pela 2ª Vara Cível da Comarca de Socorro, no proc. 78/99, movido por Nossa Caixa Nosso Banco S/A;AV.19-PENHORA a parte ideal de 1,1466% do imóvel, expedido pela 2ª Vara da Comarca de Socorro, no proc. 186/2011, movido por Continental Fomento Mercantil Ltda;AV.21-PENHORA da parte ideal de 1,1466% do imóvel, expedido pela 1º Ofício Judicial da Comarca de Socorro, no proc. 000143-44.2014.8.26.0601, movido por Conselho Regional de Corretores de imóveis do Estado de São Paulo;AV.22-PENHORA da parte ideal de 1,1466% do imóvel, nestes autos;AV.23-PENHORA da parte ideal de 1,1466% do imóvel, expedido pelo Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Socorro, no proc. 0000787-84.2014.8.26.0601, movido por Antonia Aparecida Barboza Pereira;AV.24-REMISSÃO à imissão provisória na posse, expedido pela 2ª Vara Judicial da Comarca de Socorro, no proc. nº 1001527-83.2018.8.26.0601, movido por Município de Socorro.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL C/ 24,20,00 HA

Lote 01: IMÓVEL RURAL C/ 24,20,00 HA

Valores atualizados

Avaliação748.567,57
Lance mínimo748.567,57
Incremento5.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas138

Localização:Riolândia/SP

Fórum/Vara: VARA ÚNICA DA COMARCA DE PAULO DE FARIA – SP

Nº do processo: 0000300-26.2006.8.26.0430 (segredo de justiça)

RQTE: BANCO DO BRASIL S/A

RQDO: GILSON PEREIRA SOBRINHO e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 29/10/2019 à partir das 15:25h, e encerramento no dia 04/11/2019 às 15:25h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 26/11/2019 às 15:25h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60% (sessenta por cento) do valor da avaliação. 

1º Leilão - Lance mínimo  R$748.567,57

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 449.140,54


DESCRIÇÃO:  Um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma propriedade rural, no lugar denominado Fazenda Goiaba, do imóvel geral Bálsamo de Cima, no distrito e município de Riolândia, desta comarca de Paulo de Faria, com a área de 24,20,00 hectares, a qual passará a denominar-se “Sítio Vista Alegre”, com as seguintes confrontações: Começam estas divisas em um marco cravado junto a um esticador, na divisa e terras de Lázaro Fernandes Azeredo, onde fecha a cerca das terras de Dorvalino Mega; deste ponto seguem por cerca de arame, com rumo de NE-14°14’00” - 335,80 metros, confrontando com terras de Dorvalino Mega, indo alcançar o canto desta cerca; daí, seguem a esquerda, por cerca de arame, com o rumo de NE-06°40’00” - 39,70 metros, confrontando ainda com terras de Dorvalino Mega, vai alcançar o canto desta cerca, junto a divisa de terras de Agenor Gonçalves de Azeredo; deste ponto seguem a direita, por cerca de arame, com rumo de SE-46°11’35” - 650,50 metros, confrontando com terras de Agenor Gonçalves de Azeredo, indo alcançar o canto desta cerca, junto a divisa de terras de Agenor Gonçalves de Azeredo e outro; daí, segue a direita por cerca de arame, com rumo de SW-09°05’23” - 489,40 metros, confrontando com terras de Agenor Gonçalves de Azeredo e outro, indo alcançar o canto desta cerca, junto a divisa de terras de Lázaro Fernandes Azeredo; deste ponto seguem a direita, ainda por cerca de arame, com o rumo de NW-40°07’41” - 743,50 metros, confrontando com terras de Lázaro Fernandes Azeredo, indo alcançar o marco cravado junto a divisa de terras de Dorvalino Mega, ponto de início destas divisas. Seno que o imóvel objeto desta matrícula encontra-se devidamente cadastrado junto ao INCR sob número 603074 002160 3; módulo rural 36,9has, número de módulos rurais 3,28, módulo fiscal 30has, número de módulos fiscais 4,43; fração mínima de parcelamento 3,0has, área registrada 133,1 e junto à secretaria da Receita Federal sob número 0312505.0.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$ 748.567,57(Setecentos e quarenta e oito mil, quinhentos e sessenta e sete reais e cinquenta e sete centavos)

ÔNUS:  Consta na referida matrícula:R.12-HIPOTECA de 2º grau do imóvel, em favor de Banco do Brasil S/A;AV.14-DISTRIBUIÇÃO de ação, expedido pelo Juizado Especial Cível e Criminal do Foro de Paulo de Faria, no proc. nº 1000288-77.2015.8.26.0430, movido por Danilo Fernando Tamada;AV.15-PENHORA de 2,72% do imóvel, expedido pelo Juizado Especial Cível e Criminal do Foro de Paulo de Faria, no proc. nº 1000288-77.2015.8.26.0430, movido por Danilo Fernando Tamada.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


 

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

10% DE IMÓVEL RURAL

Lote 01: 10% DE IMÓVEL RURAL

Valores atualizados

Avaliação16.393,05
Lance mínimo16.393,05
Incremento500,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas11

Localização:Av. das Andorinhas, São Manuel/SP

Fórum/Vara: 1ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE SÃO MANUEL – SP

Nº do processo: 0000391-66.1997.8.26.0581

RQTE: CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

RQDO: INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PLÁSTICOS SÃO MANUEL LTDA e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 05/11/2019 a partir das 14:30h, e encerramento no dia 11/11/2019 a partir das 14:30h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 09/12/2019 a partir das 14:30h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60%  (Sessenta por cento) do valor da avaliação. 

1º Leilão - Lance mínimo  R$16.393,05

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 9.835,83


DESCRIÇÃO:  10% de uma gleba de terras, destacada da Fazenda São João da Boa Vista, atualmente no perímetro urbano desta cidade, distrito, município e comarca de São Manuel, circunscrição única localizada na Quadra B, com a frente para a Avenida das Andorinhas, dentro da seguinte descrição perimétrica: “Partindo do marco denominado 00, localizado no alinhamento da Avenida das Andorinhas à 283,16 metros da divisa com Sabóia Campos S. A. Engenheiros Empreiteiros, segue até o marco 01, medindo 81 metros, confrontando com Hélio Sebastião Aguiar; do marco 01, deflete ao marco 02 com rumo de 79° 35 18 SE, distancia de 52 metros, confrontando com Hélio Sebastião Aguiar; do marco 02 segue até o marco 03 com rumo de 10° 24 42 SW, medindo 80 metros, confrontando com Nelson Camargo, do marco 03 até o marco 04, confrontando com a Avenida das Andorinhas com rumo de 79° 35 18 NW medindo 30,90 metros; do marco 04 desenvolve em curva até o marco 00 fechando o perímetro, medindo 12,26 metros, confrontando com a Avenida das Andorinhas e encerrando a área de 3.810,37 metros quadrados. Conforme o laudo de constatação não há construções sobre o imóvel. Consta na AV.5- O imóvel a que se refere a matrícula passou a denominar-se “Recanto dos Pássaros”. Imóvel Matriculado sob n° 6716 do CRI de São Manuel-SP. 

VALOR DA AVALIAÇÃO: R$ 16.393,05(Dezesseis mil, trezentos e noventa e três reais e cinco centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:R.7-ARRESTO do imóvel, expedido pelo Cartório Judicial Cível da Comarca de São Manuel, no proc. n° 12/94, Instituto Nacional do Seguro Social;R.8-PENHORA sobre 50% do imóvel, expedido pela Vara Cível da Comarca de São Manuel, no proc. n° 13/94, movido por Fazenda Nacional;R.10-PENHORA sobre o imóvel, expedido pela Vara Cível da Comarca de São Manuel, no proc. n° 779/98, movido por Maria Helena de Lima;R.11- PENHORA sobre 50% do imóvel, expedido pela Vara Cível da Comarca de São Manuel, no proc. n° 34/91, movido por Fazenda do Estado de São Paulo;R.12-PENHORA sobre o imóvel, expedido pela Vara Cível da Comarca de São Manuel, no proc. n° 06/91, movido por Fazenda do Estado de São Paulo;AV.17-INDISPONIBILIDADE DE BENS, expedido pela 1° Ofício Cível da Comarca de São Manuel, no proc. n° 201206.2812.00000422-IA-209;AV.18-INDISPONIBILIDADE DE BENS, expedido pela 2° Ofício Cível da Comarca de São Manuel, no proc. n° 201207.1018.00000531-IA-011;AV.19-PENHORA do imóvel, expedido pela 1ª Vara Cível da Comarca de São Manuel, no proc. n° 629/2001, movido por Prefeitura Municipal de São Manuel;AV.20-PENHORA do imóvel, expedido pela 2ª Vara Cível da Comarca de São Manuel, no proc. n° 0003786-61.2000.8.26.0581, movido por Banco do Brasil;AV.21 -PENHORA de 50% do imóvel, expedido pela 1ª Vara Judicial da Comarca de São Manuel, no proc. n° 216-28.2004.8.26.0581, movido por Fazenda Municipal de São Manuel;

OBS.: A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL C/ 3,0234742 HA

Lote 01: IMÓVEL RURAL C/ 3,0234742 HA

Valores atualizados

Avaliação51.042,57
Lance mínimo51.042,57
Incremento1.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas106

Localização:Quatá/SP

Fórum/Vara: VARA ÚNICA DA COMARCA DE QUATÁ – SP

Nº do processo: 0000002-80.1994.8.26.0486

RQTE: BANCO DO BRASIL S/A

RQDO: ESPÓLIO JOSÉ TAVARES DE FIGUEIREDO e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 29/10/2019 à partir das 14:35h, e encerramento no dia 04/11/2019 às 14:35h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 26/11/2019 às 14:35h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a60%(sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$ 51.042,57

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 30.625,36


DESCRIÇÃO:   Um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Um imóvel, com a área de 3,0234742 hectares de terras, situado na Fazenda Monte Alvão, Bairro Água do Fogo, deste município, confrontando-se em sua integridade com: na cabeceira com a estrada de rodagem municipal que liga Quatá ao bairro Água do Fogo e BoaVista; de um lado com Cindaura Lucena de Figueiredo de outro lado com José Tavares de Figueiredo; e pelos fundos com o Córrego Água de Fogo. Imóvel matrículanº 4409 do CRI de Quatá/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$ 51.042,57(Cinquenta e um mil, quarenta e dois reais e cinquenta e sete centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:R.03-PENHORA do imóvel, nestes autos.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL C/ ÁREA 89,3786 HA

Lote 01: IMÓVEL RURAL C/ ÁREA 89,3786 HA

Valores atualizados

Avaliação3.209.141,72
Lance mínimo1.925.485,03
Incremento10.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas509

Localização:  Município de Itapura-SP

Fórum/Vara:  2ª VARA DA COMARCA DE ILHA SOLTEIRA – SP

Nº do processo:  1001686-58.2017.8.26.0246

RQTE:  BANCO DO BRASIL S/A

RQDO:  TATIANA MARIANO MINOTELLI


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE! 

O 1° Leilão terá início no dia 02/10/2019 à partir das 16:05h, e encerramento no dia 08/10/2019 às 16:05h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 28/10/2019 às 16:05h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60%(sessenta por cento) do valor da avaliação. 

1º Leilão - Lance mínimo  R$  3.209.141,72 

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 1.925.485,03


DESCRIÇÃO:  Fazenda Nova Estrela - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma gleba de terras, com a área de 89,3786 hectares e perímetro de 5.754,18m, com a denominação de “Fazenda Nova Estrela”, situada no Município de Itapura, desta Comarca, com os seguintes limites e confrontações: “Inicia-se a descrição deste perímetro no vértice M2; situado no limite da Fazenda Nova Estrela com  Fazenda Nossa Senhora Aparecida - Gleba A; deste, segue confrontando com a Fazenda Nova Estrela, matrícula nº 1672, de Cristiano Perri Minotelli, com os seguintes azimutes e distâncias: 92°48’09” e 712,00m até o vértice M3; situado no limite da Estância Fortaleza com a Fazenda Nova Estrela; deste, segue confrontando com a Estância Fortaleza, matrícula nº 20432, de Silvia Regina Pavan Zanatta e José Carlos Zanatta, com os seguintes azimutes e distâncias: 183°56’32” e 165,44m até o vértice M4; situado no limite da Fazenda Nova Estrela com a Estância Fortaleza; deste, segue confrontando com a Fazenda Nova Estrela, matrícula nº 702, de Cristiano Perri Minotelli, com os seguintes azimutes e distâncias: 270°55’46” e 112,21m até o vértice M5; 184°09’33” e 227,85m até o vértice M6; situado no limite da Fazenda Nova Estrela com a Fazenda Nossa Senhora Aparecida deste, segue confrontando com a Fazenda Nova Estrel, matrícula nº 1670, de Cristiano Perri Minotelli, com os seguintes azimutes e distâncias: 273°54’06” e 239,21m até o vértice M7; 183°52’23” e 1.122,90m até o vértice M8; situado no limite da cota 283,50m de desapropriação do reservatório da usina Hidrelétrica de Jupiá da CESP - Companhia Energética de São Paulo com a Fazenda Nova Estrela; deste, segue pela cota 283,50m de desapropriação do reservatório da Usina Hidrelétrica de Jupiá da CESP - Companhia Energética de São Paulo, com os seguintes azimutes e distâncias: 318°07’21” e 41,24m até o vértice M9; 314°06’55” e 54,40m até o vértice M10; 255°18’15” e 41,91m até o vértice M11; 213°11’44” e 53,09m até o vértice M12; 212°05’46” e 45,46m até o vértice M13; 227°54’33” e 51,79m até o vértice M14; 255°27’41” e 63,00m até o vértice M15; 266°36’06” e 37,00m até o vértice M 211°27’59” e 37,17m até o vértice M17; situado no limite da Fazenda Nossa Senhora Aparecida - Gleba B com a cota 283,50m de desapropriação do reservatório da Usina Hidrelétrica de Jupiá da CESP - Companhia Energética de São Paulo; deste, segue confrontando com a Fazenda Nossa Senhora Aparecida - Gleba B, de Silvana Perri Minotelli e outros, com os seguintes azimutes e distâncias: 359°18’01” e 640,71m até o vértice M55; 5°38’17” e 45,60m até o vértice M54; 298°55’43” e 472,41m até o vértice M41; situado no limite da cota 283,50m de desapropriação do reservatório da Usina Hidrelétrica de Jupiá da CESP - Companhia Energética de São Paulo com a Fazenda Nossa Senhora Aparecida - Gleba B; deste, segue pela cota 283,50m de desapropriação do reservatório da Usina Hidrelétrica de Jupiá da CESP - COmpanhia Energética de São Paulo, com o seguinte azimutes e distâncias: 328°56’55” e 63,19m até o vértice M42; 322°35’28” e 48,39m até o vértice M43; 345°39’56” e 47,43m até o vértice M44; 306°29’44” e 72,06m até o vértice M45; 322°07’27” e 36,30m até o vértice M46; 309°17’35” e 10,82m até o vértice M47; situado no limite da margem esquerda do Córrego Julinha com a cota 283,50m de desapropriação do reservatório da Usina Hidroelétrica de Jupiá da CESP - Companhia Energética de São Paulo; deste, segue pelo Córrego Julinha à montante, com os seguinte azimutes e distâncias: 23°54’36” e 57,12m até o vértice M48; 43°04’04” e 285,02m até o vértice M49; situado no limite da Fazenda Nossa Senhora Aparecida - Gleba A com a margem esquerda do Córrego Julinha; deste, segue confrontando com a Fazenda Nossa Senhora Aparecida - Gleba A, de Silvana Perri Minotelli e Outros, com os seguintes azimutes e distâncias: 105°38’41” e 62,82m até o vértice M50; 151°48’57” e 274,29m até o vértice M51; 112°45’04” e 126,13m até o vértice M52; 13°26’43” e 507,10m até o vértice M2, ponto inicial da descrição deste perímetro. Imóvel Matrícula nº 2088 do CRI de Ilha Solteira/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:  R$ 3.209.141,72(Três milhões, duzentos e nove mil, cento e quarenta e um reais e setenta e dois centavos) 

ÔNUS:  Consta na referida matrícula:R.10-HIPOTECA de 1º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.14-HIPOTECA de 2º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.15-HIPOTECA de 3º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.16-HIPOTECA de 4º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.17-HIPOTECA de 5º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.18-HIPOTECA de 6º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;AV.19-PENHORA do imóvel, expedido pelo Ofício Central da Comarca de Ilha Solteira, no proc nº 1000661-44.2016.8.26.0246, movido por Banco do Brasil S/A;AV.20-PENHORA do imóvel, nestes autos;AV.21-DISTRIBUIÇÃO de ação, expedido pela 1ª Vara da Comarca de Ilha Solteira, no proc nº 1001744-98.2016.8.26.0439, movido por Banco do Brasil S/A;AV.22-PENHORA do imóvel, expedido pelo Ofício Judicial da Comarca de Ilha Solteira, no proc nº 1001686-58.2017.8.26.0246, movido por Banco do Brasil S/A;AV.23-PENHORA da metade ideal do imóvel, expedido pelo Ofício Judicial da Comarca de Ilha Solteira, no proc nº 0001714.43-2017.8.26.0246, movido por Maria Aparecida Peppe D’Adderio;AV.24-PENHORA da metade ideal do imóvel, expedido pelo Ofício Judicial da Comarca de Ilha Solteira, no proc nº 0001716-13.2017.8.26.0246, movido por Gilson Carreteiro;

OBS.:  A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação. 


Link do processo clique aqui. 

Link googlemaps clique aqui. 

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação. 


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

Fração ideal de 05 (cinco) alq.

Lote 01: Fração ideal de 05 (cinco) alq.

Valores atualizados

Avaliação213.277,25
Lance mínimo127.966,35
Incremento1.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas242

Localização: Fazenda Carcará, na Fazenda Frutal – Lutécia – SP

Fórum/Vara:1ª VARA CÍVEL DO FORO DA COMARCA DE PARAGUAÇU PAULISTA/SP.

Nº do processo: 0006463-66.2003.8.26.0417

RQTE: HELIO SHINKAWA

RQDO:PEDRO CAMACHO DE CARVALHO JUNIOR


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE! 

O 1° Leilão terá início no dia 04/10/2019 à partir das 14:45h, e encerramento no dia 10/10/2019 às 14:45h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 30/10/2019 às 14:45h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a60%(sessenta por cento) do valor da avaliação. 

1º Leilão - Lance mínimo  R$213.277,25

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 127.966,35 


DESCRIÇÃO:   Fração ideal de 05 (cinco) alqueires, de 01 (uma) gleba de terras - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA:Uma gleba de terras,com área de 120 (cento e vinte) alqueires, iguais a duzentos e noventa hectares e quarenta ares (290,40 has.), contendo benfeitorias, localizado à Fazenda Carcará, na Fazenda Frutal – Município de Lutécia – SP, com as seguintes características e confrontações: começa no marco A na margem esquerda do Ribeirão Frutal, confrontando-se com Ricardo Rodrigues Rossini, segue com o rumo de 26º48’ SE e com a distância de 3.250,00 metros, até o marco E-04, no espigão da Fazenda Frutal, daí segue pelo lado esquerdo, pelo espigão (cerca de arame farpado), com diversos rumos e à distância de 785,00 metros até o marco, segue lado esquerdo confrontando com Maria Antonia Rodrigues e com o rumo de 18º50’ NO e distância de 2.640,00 metros, até o marco na margem esquerda do Ribeirão Esperança, segue por este abaixo na margem esquerda, até na barra do Ribeirão Frutal, segue por esse abaixo na margem esquerda, até o marco A do ponto de partida, encerrando com a área de 580,8 has. Conforme oLaudo de Avaliação, de fls. 87, o terreno contém uma casa, mangueira para lida de gado, energia elétrica, poço semi artesiano, caixa d’água, cercas internas e externas e formada em pastagens - o imóvel localiza-se a aproximadamente 13/14 km da sede do município de Lutécia, com acesso por estrada de terra, terreno tipo arenoso e com boa topografia. Imóvel matriculado sob nº 16.072 perante o Cartório de Registro de Imóveis de Paraguaçu Paulista/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$ 213.277,25(Duzentos e treze mil, duzentos e setenta e sete reais e vinte e cinco centavos)

ÔNUS:Consta na referida matrícula:R.2 -PENHORA sobre uma parte ideal de (01) alqueire do imóvel, expedido pela 2ª Vara Judicial de Paraguaçu Paulista, em favor da Fazenda do Estado de São Paulo, no proc. nº 28/00;R.3 -ARROLAMENTO DE BENS E DIREITOS, contra Pedro Camacho de Carvalho Junior;R.4 -PENHORA sobre (05) alqueires do imóvel, nestes autos;R.5 -PENHORA de (01) alqueire da parte ideal pertencente a Pedro Camacho de Carvalho Junior, expedido pela 2ª Vara Judicial de Paraguaçu Paulista, em favor de José Francisco dos Santos, no proc. nº 15/99;AV.6 -INDISPONIBILIDADE DE BENS, expedida pela 2ª Vara Federal de Marília, em favor da União Federal, no proc. nº 0005566-56.2010.403.6111;AV.7 -PENHORA sobre uma parte ideal correspondente a 50% do imóvel, expedido pela 2ª Vara Federal de Marília, em favor da Fazenda Nacional, no proc. nº 0004007-59.2013.403.6111.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação. 


Link do processo clique aqui. 

Link googlemaps clique aqui. 

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.  


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.



IMÓVEL RURAL C/ 48,40 HA

Lote 01: IMÓVEL RURAL C/ 48,40 HA

Valores atualizados

Avaliação700.770,07
Lance mínimo700.770,07
Incremento5.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas110

Localização:Quintana/SP

Fórum/Vara: 1ª VARA DA COMARCA DE POMPÉIA – SP

Nº do processo: 1001146-98.2018.8.26.0464

RQTE: COOPERATIVA DE CREDITO CREDICITRUS 

RQDO: ANTONIO CARLOS DOS ANJOS GOMES e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 30/10/2019 à partir das 14:30h, e encerramento no dia 05/11/2019 às 14:30h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 27/11/2019 às 14:30h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60%  (sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$700.770,07

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 420.462,04


DESCRIÇÃO:  Um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma gleba de terras rural com a área de 48,40ha, ou sejam 20 alqueires paulistas, denominada Sítio Santa Emília, situada na fazenda Guataporanga, margem direita do córrego Iacri, no distrito e município de Quintana, desta comarca, contendo benfeitorias de cinco casas, uma tulha construídas de tábuas, cobertas de telhas, um terreiro ladrilhado, uma mangueira para gado, 800 metros de cerca de arame farpado, inclusive todas as demais benfeitorias existentes, como sejam instalação elétrica e luz, poço d’agua com instalação de energia e bomba hidráulica com o respectivo motor; imóvel esse que tem as seguintes divisas: começa no marco 24 cravado na margem direita do córrego Iacri e segue dividindo com Antonio Alagoano ou seus sucessores ao rumo de 86°30’SE, 1.626,00 metros, até o marco 15, deste segue dividindo om Ernesto Grespan ou sucessores, ao rumo 35°30’NO, 376 metros até o marco 14, deste ao rumo 86°30’NO, 1.697 metros, até o marco 25, cravado na margem direita do Rio Iacri, tendo neste percurso dividido com Antoninho Alagoano, Manoel Batista e Joaquim Maria ou sucessores; do marco 25 sobe pelo Iacri, até ao marco 24, onde teve início; devidamente cadastrado no Mirad sob nº 621.145.002.216-3; módulo fiscal 18,0; nº de módulo fiscal 3,69; área total 66,5; fração mínima de parcelamento 2,0. Imóvel matrícula nº 5664 do CRI de Pompéia/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$ 700.770,07(Setecentos mil, setecentos e setenta reais e sete centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:AV.14-HIPOTECA de 1º grau do imóvel, em favor de Caixa Econômica Federal;AV.17-DISTRIBUIÇÃO de ação, expedido pela 1ª Vara da Comarca de Pompéia, no proc. nº 1001283-17..2017.8.26.0464, movido por Mafer Marília Comércio e Representações Ltda;AV.18-DISTRIBUIÇÃO de ação, nestes autos;AV.19-DISTRIBUIÇÃO de ação, expedido pela 1ª Vara da Comarca de Pompéia, no proc. nº 1001145-16.2018.8.26.0464, movido por Coopercitrus de Crédito Credicitrus;R.20-PENHORA do imóvel, nestes autos;R.21-PENHORA do imóvel, expedido pela 1ª Vara da Comarca de Pompéia, no proc. nº 1001145-16.2018.8.26.0464, movido por Cooperativa de Crédito Credicitrus.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

50% DE IMÕVEL RURAL C/ 17,60 HA

Lote 01: 50% DE IMÕVEL RURAL C/ 17,60 HA

Valores atualizados

Avaliação148.460,41
Lance mínimo148.460,41
Incremento1.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas88

Localização: Pariquera Açu, Jacupiranga/SP

Fórum/Vara: 3ª VARA DA COMARCA DE REGISTRO – SP

Nº do processo: 0003514-19.2009.8.26.0495

RQTE: MARCHINI FURGÕES LTDA - ME

RQDO: LUIZ IGARASHI e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 30/10/2019 à partir das 15:00h, e encerramento no dia 05/11/2019 às 15:00h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 27/11/2019 às 15:00h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60%  (sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$148.460,41

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 89.076,24


DESCRIÇÃO:  50% de um imóvel rural (8,8 hectares dentro de 17,60 hectares) - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Lote de terras rural, sob número cinquenta e três (53) situado à linha Braço Preto, no distrito e Município de Pariquera Açu, desta Comarca de Jacupiranga, possuindo a área de dezessete hectares e sessenta ares (17,60 has) e se confronta pela maneira seguinte: ao Norte com terras devolutas; ao sul com o lote número trinta e seis; a leste com o lote cinquenta e quatro e a oeste com o lote número cinquenta e dois, declarado no INCRA sob nº 641073004812-8. Imóvel matrícula nº 13181 do CRI de Jacupiranga/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:  R$ 148.460,41(Cento e quarenta e oito mil e quatrocentos e sessenta reais e quarenta e um centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:AV.2- PENHORA de 50% do imóvel, nestes autos.

OBS.:  A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL C/ 2,176 HA

Lote 01: IMÓVEL RURAL C/ 2,176 HA

Valores atualizados

Avaliação122.982,43
Lance mínimo73.789,45
Incremento1.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas82

Localização: Cândido Mota/SP

Fórum/Vara: 2ª VARA DA COMARCA DE CÂNDIDO MOTA – SP

Nº do processo: 0000588-26.2009.8.26.0120

RQTE: OCTAVIANO RAYMUNDO CAMARGO SILVA

RQDO: ADEMIR CARLOS ANDREOTTI e demais interessados


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O Leilão terá início no dia 05/11/2019 à partir das 14:50h, e encerramento no dia 27/11/2019 às 14:50h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60%  (sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$ 73.789,45


DESCRIÇÃO:  Um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma área de terras, rural, com 2,176ha, iguais a 0,8992 alqueires, denominado Sítio São Luiz, situada na antiga Fazenda Macuco ou Jacutinga, na Água do Macuco, neste distrito, município e comarca de Cândido Mota, com a seguinte descrição: Inicia-se no marco M1A, cravado junto a propriedade de Adilson Geraldo Andreotti e Hugo Henrique Andreotti, outrora Leonicia Manzano Costa e junto a propriedade de Lázaro Apolinário de Almeida, com o rumo de 37°08’45”NW, e uma distância de 160,80m, até o ponto M2A; deste deflete à direita e passa a confrontar-se com a propriedade de Ademir Carlos Andreotti, outrora Benício Manzano, com um rumo de 78°52’50”NE, e uma distância de 208,88m, até o ponto M1B; deste deflete à direita e passa a confrontar-se com a propriedade de Adilson Geraldo Andreotti e Hugo Henrique Andreotti, outrora Leonicia Manzano Costa, com um rumo de 09°31’40”SW, e uma distância de 170,17m, até o ponto inicial M1A, ocorrendo assim o fechamento do polígono acima descrito, a qual encontra-se cadastrada no INCRA sob nº 627.046.005.320-9, com a denominação: Sítio São Luiz, localização: Água do Macuco, área total: 14,50ha, módulo rural: 16,1111ha, nº de módulos rurais: 0,90, módulo fiscal: 20,00ha, nº de módulos fiscais: 0,72, fração mínima de parcelamento: 2,0ha, classificação fundiária: minifúndio, lançado em nome de Benício Manzano e outros, brasileiro, nº do imóvel na Receita Federal: 6.612.733-5. Consta no Laudo de Avaliação que a área descrita na matrícula é totalmente mecanizável e sem restrições ambientais excluindo as áreas de preservação permanente. Imóvel matrícula nº 12741 do CRI de Cândido Mota/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$ 122.982,43(Cento e vinte e dois mil, novecentos e oitenta e dois reais e quarenta e três centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:AV.4-PENHORA do imóvel, expedido pelo 2º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 1138/09, movido por Cooperativa dos Cafeicultore da Média Sorocaba;AV.5-PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 898-2006, movido por Coopermota Cooperativa Agroindustrial;AV.6-PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 1125/2009, movido por Coopermota Cooperativa Agroindustrial;AV.7-PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 702-2006, movido por Coopermota Cooperativa Agroindustrial.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL C/ 25,00 ALQ

Lote 01: IMÓVEL RURAL C/ 25,00 ALQ

Valores atualizados

Avaliação904.409,95
Lance mínimo904.409,95
Incremento5.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas60

Localização: PARAGUAÇU PAULISTA – SP

Fórum/Vara: 2ª VARA DA COMARCA DE PARAGUAÇU PAULISTA – SP

Nº do processo: 0004048-27.2014.8.26.0417

RQTE: WALTER ALFREDO ELITT

RQDO: JONAS DA SILVA e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE! 

O 1° Leilão terá início no dia 07/11/2019 à partir das 14:45h, e encerramento no dia 13/11/2019 às 14:45h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 11/12/2019 às 14:45h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  80%  (oitenta por cento) do valor da avaliação. 

1º Leilão - Lance mínimo  R$904.409,95

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 723.527,96


DESCRIÇÃO:  50% DE UMA ÁREA DE TERRAS RURAL (12,5 alqueires dentro de 25,00 alqueires)- DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA:Uma gleba de terras, com a área de 25,00 alqueires, iguais a 60,50 ha., confrontando-se pelas cabeceiras com Joaquim Mario, por um lado com João Mário, por um lado com João Eugênio Espíndola, por outro lado com João Batista da Oliveira, e, finalmente no fundos com o Ribeirão São Matheus; Cadastrado no INCRA sob nº 627.135.007.773-7, área total de 221,3 ha. Consta no laudo de avaliação, que na sede há uma edificação construída com tijolos e madeira, área construída total de 120,00m². Umdepósito de insumos, sendo uma construção em madeira tipo barracão, com área construída total de 150,00m². Umcurral construído com tábuas, com área construída total de 250,00m² com 142m² de tábuas. Umaresidência, sendo uma construção em alvenaria, contendo dois quarto, uma sala, uma cozinha e um banheiro, com área construída de 60,00m². Imóvel matriculado sob nº 16.248 do Cartório de Registro de Imóveis de Paraguaçu Paulista - SP. 

VALOR DA AVALIAÇÃOR$  904.409,95(Novecentos e quatro mil, quatrocentos e nove reais e noventa e cinco centavos)

ÔNUS:  Consta na referida matrícula: AV.9- DISTRIBUIÇÃO de ação, expedida pela 1ª Vara Judicial de Palmital - SP, no proc. nº 415.01.2005.001733 - 662/2005, movido por Walter Alfredo Elitt; R.10- PENHORA  de 50% do imóvel, expedida pela 1ª Vara Judicial de Palmital - SP, no proc. nº 415.01.2005.001733 - 662/2005, movido por Walter Alfredo Elitt; AV.12- PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Judicial de Palmital - SP, no proc. nº 0001379-22.2005.8.26.0415, movido por José Lazaro Aguiar Silva.

OBS.:  A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui. 

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL A.T.  19,1447 ALQ

Lote 01: IMÓVEL RURAL A.T. 19,1447 ALQ

Valores atualizados

Avaliação1.952.229,85
Lance mínimo1.171.337,91
Incremento10.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas325

Localização:Sítio São José, Monte Alto-SP 

Fórum/Vara:2ª VARA DA COMARCA DE MONTE ALTO – SP

Nº do processo:1000903-54.2018.8.26.0368

RQTE: BANCO DO BRASIL S/A 

RQDO:MOACIR ALVES


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE! 

O 1° Leilão terá início no dia 04/10/2019 à partir das 15:25h, e encerramento no dia 10/10/2019 às 15:25h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 30/10/2019 às 15:25h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a60%(sessenta por cento) do valor da avaliação. 

1º Leilão - Lance mínimo  R$1.952.229,85

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 1.171.337,91


DESCRIÇÃO:Um imóvel Rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma área de terras encravada na Fazenda Areias, neste distrito, município e comarca de Monte Alto, denominada Sítio São José, designada gleba 1, composta de 163.304,47 metros quadrados ou 46,33,04 has. ou 19,1447 alqueires, com as medidas perimetrais, rumos e confrontações de Luis Lourenço, Kogi Fugita e outros (gleba 1) e a gleba aqui descrita, confrontação esta que se dá no meio de um Córrego, seguindo com os seguintes rumos, distâncias e confrontações: nº 20A a nº 21, pelo Córrego à montante com rumo 77°36’ NO e distância 22,39 metros; nº 21 a nº 22 rumo 40°25’ NO e distância 321,23 metros; nº 22 a nº 23 rumo 63°28’ NO e distância 37,95 metros, sendo que este último ponto está localizado no centro de uma ponte. Seguindo agora à direita, acompanhando uma pequena estrada e confrontando com José Ambrósio, no rumo 04°36’NE e distância 109,07 metros encontrando o ponto nº 1. Aqui abandonando a estrada, segue à esquerda e confrontando com Antônio Malaguti e outros, com os seguintes rumos e distâncias: nº 1 a nº 2 rumo 50°12’ NO e distância 502,61 metros; nº 2 a nº 3 rumo 79°06’ NO e distância 229,92 metros, sendo que aqui encontramos o ponto de queda da Serra de Anhumas, seguimos à esquerda sempre acompanhando a linha de queda da serra por 1.045,45 metros, encontrando o ponto nº 4, na Serra, confrontando com confrontantes diversos do Bairro de Anhumas. Do ponto nº 4, abandonando a Serra, seguindo à esquerda, confrontando com Antônio Fumis até o ponto nº 5 com rumo 79°16’ SE e distância 67,94 metros. DO ponto nº 5 segue até o ponto nº 5A com rumo 77°06’ SE e distância 11,32 metros, confrontando-se neste percurso com Wilson Cestari: daí deflete à esquerda seguindo com os seguintes rumos e distâncias: nº 5A a nº 18 rumo 57°10’04” NE e distância 12,41 metros; nº 18 a nº 17 rumo 71°32’34” NE e distância 16,33 metros; nº 17 a nº 16 com rumo 78°51’10” NE e distância 47,69 metros; nº 16 a nº 15 rumo 82°05’24” NE e distância 47,89 metros; nº 15 a nº 14 rumo 78°55’48” NE e distância 56,20 metros; nº 14 a nº 13 rumo 83°20’34” NE e distância 45,29 metros; nº13 a nº 12 rumo 79°49’21” NE e distância 3,21 metros; nº 12 a nº 11 rumo 82°34’31” NE e distância 25,38 metros; nº 11 a nº 10 rumo 69°44’52” NE e distância 36,33 metros; nº 10 a nº 9 rumo 81°42’05” SE e distância 23,09 metros; nº 9 a nº 8 rumo 27°09’28” SE e distância 226,05 metros, confrontando-se pela direita com a gleba 2; daí segue acompanhando a cerca divisória até o ponto 8A com rumo 31°58’ SE e distância 58,97 metros, confrontando-se com Wilson Cestari; seguindo à esquerda, confrontando com Kogi Fugita (gleba nº 1), com os seguintes rumos e distâncias: nº 8A a nº 26 rumo 81°55’ SE e distância 89,83 metro; nº 26 a nº 25 rumo 74°56’ NE e distância 11,77 metros; nº 25 a nº 24 rumo 50°34’ NE e distância 64,88 metros; nº 24 a nº 20A rumo 60°56’ NE e distância 193,98 metros, confrontando-se do ponto 8A ao ponto 20A com Kogi Fugita e outros )(gleba 1), chegando assim ao ponto de partida. Imóvel matrícula nº 22.006 do CRI de Monte Alto/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$ 1.952.229,85 (Um milhão, novecentos e cinquenta e dois mil, duzentos e vinte e nove reais e oitenta e cinco centavos) 

ÔNUS:Consta na referida matrícula:R.44-HIPOTECA de 14º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.45-HIPOTECA de 15º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.70-HIPOTECA de 4º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.71-HIPOTECA de 5º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.78-HIPOTECA de 5º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.79-HIPOTECA de 6º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.81-HIPOTECA de 7º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.82-HIPOTECA de 8º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.83-HIPOTECA de 9º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.87-HIPOTECA de 10º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.89-HIPOTECA de 11º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;R.90-HIPOTECA de 12º grau, em favor de Banco do Brasil S/A;AV.92-DISTRIBUIÇÃO de ação, expedido pela 3ª Vara da Comarca de Monte Alto, no proc. nº 1001257-79.2018.8.26.0368, movido por Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação. 


Link do processo clique aqui. 

Link googlemaps clique aqui. 

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


 Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL C/ 1.068,98 HA

Lote 01: IMÓVEL RURAL C/ 1.068,98 HA

Valores atualizados

Avaliação1.069.069,30
Lance mínimo1.069.069,30
Incremento10.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas56

Localização: Capão Bonito/SP

Fórum/Vara: 1ª VARA DA COMARCA DE CAPÃO BONITO – SP

Nº do processo: 0000700-34.2019.8.26.0123

RQTE: CELSO LUIZ DAMOS & CIA. LTDA. - EPP

RQDO: PALAMINA - DISTRIBUIDORA DE ALIMENTOS E EMBALAGENS LTDA e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 11/12/2019 à partir das 15:25h, e encerramento no dia 16/12/2019 às 15:25h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 03/02/2020 às 15:25h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60% (sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$1.069.069,30

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 641.441,58


DESCRIÇÃO:  Imóvel rural com 1.068,98 hectares  ( parte ideal de 43,52% da matrícula nº 6313 do CRI de Capão Bonito/SP, pertencente a PALAMINA - DISTRIBUIDORA DE ALIMENTOS E EMBALAGENS LTDA) - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA:Um terreno dentro das divisas e confrontações seguintes: “Principiando em dois paus de figueira na barra de um córrego; deste corta por um espigão até o dito; faz ângulo e segue por uma chapada, até a cabeceira de uma barroca; desta corta à ruma em um córrego e segue até as cabeceiras; faz ângulo e segue por uma chapada, até o alto; desta à rumo até um pau de alho; deste desce a um córrego até dois paus de figueira, onde principiaram as divisas, com terras nacionais. Consta no laudo de avaliação que o acesso através da Rodovia Sebastião Ferraz de Camargo Penteado SP-250, distante 65km da cidade de Capão Bonito, mais 6,5km estrada adentro totalizando 70,5Km até o Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (PETAR), divisa com RIo Temimina, ponto de referência ao imóvel em avaliação; mais ou menos distância de 5km ao Norte mata adentro ao córrego São Sebastião no encontro das águas com Rio Temimina em área a menor em referência a matrícula nº 6313 que denominam de Fazenda Floresta do imóvel em avaliação. Sendo de topografia possuindo pontos altos de 930,00 metros de altitude a pontos baixos de 665,00 metros de altitude. Sendo terra do tipo vermelha composta de área em Mata Nativa (APP). Imóvel matrícula nº 6313 do CRI de Capão Bonito/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$ 1.069.069,30(Um milhão, sessenta e nove mil, sessenta e nove reais e trinta centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:R.37-HIPOTECA de 1º grau do imóvel, dada em garantia por Jefferson Donizete Lourenço de Camargo, em favor de Banco Bamerindus do Brasil S/A;AV.49-INDISPONIBILIDADE da parte ideal pertencente a Gallus Agropecuária Ltda;R.53-HIPOTECA de 1º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.54-HIPOTECA de 2º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.55-HIPOTECA de 3º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.56-HIPOTECA de 4º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.57-HIPOTECA de 5º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.58-HIPOTECA de 6º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.59-HIPOTECA de 7º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.60-HIPOTECA de 8º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.61-HIPOTECA de 9º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.62-HIPOTECA de 10º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.63-HIPOTECA de 11º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.64-HIPOTECA de 12º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.65-HIPOTECA de 13º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.66-HIPOTECA de 14º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.67-HIPOTECA de 15º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.68-HIPOTECA de 16º grau de 8,10% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.69-PENHORA de 13,98% do imóvel pertencente a Carlos Tadeu Lisboa, expedido pela 1ª Vara Cível da Comarca de Capão Bonito, no proc. nº 976/98, movido por Banco Bamerindus do Brasil S/A;AV.71-HIPOTECA de 1,22% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.73-HIPOTECA de 17º grau de 1,22% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.74-HIPOTECA de 18º grau de 1,22% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.75-HIPOTECA de 19º grau de 1,22% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.76-HIPOTECA de 20º grau de 1,22% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.77-HIPOTECA de 21º grau de 1,22% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.78-HIPOTECA de 22º grau de 1,22% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.79-HIPOTECA de 23º grau de 1,22% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.80-HIPOTECA de 24º grau de 1,22% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.81-HIPOTECA de 25º grau de 1,22% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.82-HIPOTECA de 26º grau de 1,22% do imóvel, dado em garantia por Afonso Voltan, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.88-PENHORA de 5% do imóvel, expedido pela 1ª Vara da Comarca de Capão Bonito, no proc. nº 741/01, movido por Bunge Fertilizantes S/A;R.91-HIPOTECA de 1º grau do imóvel, dado em garantia por Isabel Cristina dos Santos, em favor de Banco Bradesco S/A;AV.92-INDISPONIBILIDADE do imóvel pertencente a Gallus Agropecuária S/A, expedido pela Vara Cível da Comarca de São Paulo, no proc. nº 000.98.619416-9, movido por Richard Civita;R.93-PENHORA de 1,04% do imóvel pertencente a Harley Brancalhão, expedido pela Vara do Trabalho de Itapeva, no proc nº 004690043.2009.5.15.0047, movido por Luiz Antonio dos Santos;R.94-PENHORA de 1,22% do imóvel pertencente a Afonso Voltan, expedido pela 1ª Vara Federal de Jales, no proc. nº 000062335.2002.4.03.6124, movido por União Federal;R.95-PENHORA do imóvel da parte pertencente a Harley Brancalhão, expedido pela Vara das Execuções Fiscais de Itapeva, no proc. nº 868.32.2009, movido por Procuradoria Geral do Estado;R.96-PENHORA do imóvel da parte pertencente a Harley Brancalhão, expedido pelo Vara do Trabalho de Itapeva, no proc. nº 0046900-43.2009.5.15.0047, movido por Luiz Antonio dos Santos;AV.97-INDISPONIBILIDADE  do imóvel pertencente a  Nord Motori Comércio de Veículos Ltda - ME, expedido pela 5ª Vara de Trabalho de Santos, no proc. nº 201802.0918.00447648-IA-110;AV.98-INDISPONIBILIDADE  do imóvel pertencente a  Nord Motori Comércio de Veículos Ltda - ME, expedido pela 5ª Vara de Trabalho de Santos, no proc. nº 013240-25.2000.5.02.0445;AV.99-INDISPONIBILIDADE  do imóvel pertencente a  Nord Motori Comércio de Veículos Ltda - ME, expedido pela 5ª Vara de Trabalho de Santos, no proc. nº 0099300-45.2001.50.2.0445.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL C/ 111,44 ALQ

Lote 01: IMÓVEL RURAL C/ 111,44 ALQ

Valores atualizados

Avaliação5.613.840,15
Lance mínimo5.613.840,15
Incremento15.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas396

Localização:   Junqueirópolis/SP

Fórum/Vara:VARA ÚNICA DA COMARCA DE JUNQUEIRÓPOLIS – SP

Nº do processo:0001241-57.1997.8.26.0311

RQTE: A UNIÃO

RQDO:VALE VERDE S A INDÚSTRIA E COMÉRCIO e demais interessados


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE! 

O 1° Leilão terá início no dia 11/12/2019 à partir das 15:55h, e encerramento no dia 16/12/2019 às 15:55h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 03/02/2020 às 15:55h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60%  (sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$ 5.626.759,95 

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 3.376.055,97


DESCRIÇÃO:  Um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma gleba de terras, com área de 132,64 alqueires (cento e trinta e dois alqueires e sessenta e quatro centésimos de alqueire), ou sejam, 321,00 hectares, destacada da Fazenda Santo Antônio, situado neste município e comarca de Junqueirópolis, Estado de São Paulo, compreendida dentro do seguinte roteiro de divisas e confrontações: “Começa em um marco cravado na margem direita da estrada municipal que liga Junqueirópolis ao bairro Juriti e na divisa das terras pertencentes a Vale Verde Distilares Junqueiropolense de alcool Ltda; Segue confrontando com esta, rumo 34º50’SW na distância de 287,50 metros; deflete a direita e segue com o mesmo confrontante, rumo 50°00’NW na distância de 266,20 metros, até o marco cravado na margem esquerda da estrada municipal que liga Junqueirópolis ao bairro Maracá; segue por este, rumo 18°30’SW na distância de 1107,50 metros, até o marco cravado na divisa da terras de Konihiko Ishini; segue confrontando com este, rumo 53°00’SE na distância de 1857,00 metros; deflete a esquerda e segue confrontando com Konihiko Ishini e Wilson Sabatini, rumo 35°30’NE na distância de 1360,00 metros até o marco cravado na margem direita da estrada municipal que liga Junqueirópolis ao bairro Maracá, digo, bairro Juriti; segue por esta, rumo 53°00’NW na distância de 713,00 metros, até o marco cravado na divisa das terras de Florindo Salvador Sábio; segue confrontando com este rumo 37°51’NE na distância de 1148,00 metros, até o marco cravado na divisa de terras de Manoel Carvalho; segue confrontando com este, rumo 51°51’NW na distância de 450,00 metros até o marco cravado nas divisas das terras de Sebastião Pasquini; segue confrontando com este, rumo 37°51’SW na distância de 1148,00 metros até o marco cravado na margem direita da estrada municipal que liga Junqueirópolis ao bairro Juriti; segue por esta, rumo 53°00’NW na distância de 765,80 metros, até o marco inicial. Imóvel matrícula nº 2751 do CRI de Junqueirópolis/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$   5.626.759,95(Cinco milhões e seiscentos e vinte e seis mil e setecentos e cinquenta e nove reais e noventa e cinco centavos)

ÔNUS:Consta na referida matrícula:R.16-HIPOTECA de 2º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.17-HIPOTECA de 3º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.19-HIPOTECA de 3º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.21-HIPOTECA de 4º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.23-HIPOTECA de 5º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.25-HIPOTECA de 6º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.26-HIPOTECA de 7º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.27-HIPOTECA de 8º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.28-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 285/95, movido por Banco do Brasil S/A;R.29-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 177/92, movido por Fazenda do Estado de São Paulo;R.30-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 04/96, movido por Fazenda do Estado de São Paulo;R.31-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 058/96, movido por Fazenda do Estado de São Paulo;R.32-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 51/98, movido por Instituto Nacional do Seguro Social;R.33-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 113/98, movido por Instituto Nacional do Seguro Social;R.34-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 37/98, movido por Fazenda Nacional;R.36-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 24/98, movido por Instituto Nacional do Seguro Social - INSS;R.37-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 52/98, movido por Instituto Nacional do Seguro Social - INSS;R.38-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 003/92, movido por Fazenda do Estado de São Paulo;R.39-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 641/99, movido por Claudio Roberto da Silva;R.40-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 509/99, movido por Joaquim Alves de Souza;R.41-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 359/99, movido por Luiz Leonildo Durante;R.42-PENHORA da fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 449/1996, movido por Lázaro Bento dos Santos;R.43-PENHORA da fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 571/96, movido por Oswaldete Pego Silva;R.44-PENHORA da fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 701/1996, movido por Cícero Herculano Ferreira;R.45-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 702/96, movido por Manoel Pedro de Santana;R.46-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 133/99, movido por Antonia Moreira de Souza;R.47-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 143/99, movido por Antonio Pereira de Santana;R.48-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 153/99, movido por Joaquim Alves de Lima;R.49-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 163/99, movido por Luiz Carlos de Oliveira;R.50-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 173, movido por Vanderlei Joaquim de Souza;R.51-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 183/99, movido por Judite B.O. de Oliveira;R.52-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 193/99, movido por Maria Aparecida Barros da Silva;R.53-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 213/99, movido por Aureliano Pedro Miranda;R.54-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 203/99, movido por Francisco Xavier;R.55-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 223/99, movido por Francisco Xavier;R.56-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 233/99, movido por João dos Santos;R.57-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 243/99, movido por José Benedito de Souza;R.58-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 263/99, movido por Mauro Luiz da Silva;R.59-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 263/99, movido por Mauro Luiz da Silva;R.60-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueiresdo imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 273/99, movido por Petrolinio Siqueira;R.61-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 312/99, movido por José Gonçalves;R.62-PENHORA  do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 673/99, movido por Ivo Clemente;R.63-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 613/99, movido por Antonio Barbosa;R.64-PENHORA da fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 130/99, movido por Joaquim Rodrigues dos Santos;R.65-PENHORA de 1 alqueire do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 01.026/98-3-RT, movido por Noemia Claudio da Rocha;R.66-PENHORA da fração de 14/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 915/99, movido por Luzia Mauro da Silva;R.67-PENHORA da fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 968/98, movido por Domingos Elias de Sá;R.68-PENHORA da fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 747/99, movido por Joana D’Arc Aniceto;R.69-PENHORA da fração de 9/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 748/99, movido por Juraci Santos de Oliveira;R.70-PENHORA da fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 742/99, movido por Antonio Valdir Pezarezi;R.71-PENHORA da fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 743/99, movido por Aparecido Alves de Lima;R.72-PENHORA da fração de 55/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 744/99, movido por Carmelita Fagundes da Rocha;R.73-PENHORA da fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 745/99, movido por Ivone de Souza Gazim;R.74-PENHORA da fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 746/99, movido por Elias Alves Teixeira;R.75-PENHORA da fração de 1/100 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 749/99, movido por Luciano de Lucas;R.76-PENHORA da fração 1/100 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 750/99, movido por Marinete Silva Pereira;R.77-PENHORA da fração de 1/100 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 751/99, movido por Roselaine Cruz Batista;R.78-PENHORA da fração 9/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 752/99, movido por Moacir Araujo dos Santos;R.79-PENHORA da fração 35/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 753/99, movido por Ari Pereira Gomes;R.80-PENHORA da fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 754/99, movido por Aparecido os Santos de Oliveira;R.81-PENHORA da fração 3/125 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 755/99, movido por Ivaneti Silva Pereira Teixeira;R.82-PENHORA fração 1/20 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 756/99, movido por José Pereira de Souza;R.83-PENHORA da fração de 1/20 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 757/99, movido por Roberto Pedro da Silva;R.84-PENHORA da fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 768/99, movido por Aristides Alves;R.85-PENHORA da fração de 35/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 783/99, movido por Raimundo Belmiro de Brito;R.86-PENHORA da fração de 35/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 784/99, movido por Nivaldo Boschetti Teixeira;R.87-PENHORA da fração de 35/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 785/99, movido por José Pedro dos Santos Filho;R.88-PENHORA da fração de 1/20 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 786/99, movido por João Custódio Alves;R.89-PENHORA da fração de 1/20 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 787/99, movido por José Antonio Ramos;R.90-PENHORA da fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 819/99, movido por Edio Barbosa dos Santos;R.91 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Pego do Amaral Sobrinho, no proc. nº 832/99;R.92 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Roberto Rodrigues Nunes, no proc. nº 879/99;R.94 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 10/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Cristina Galdino da Silva, no proc. nº 881/99;R.95 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 20/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Pedro Luiz Gazin, no proc. nº 882/99;R.96 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 34/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Marcos Cirilo Vieira, no proc. nº 884/99;R.97 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Kleber Custódio Alves, no proc. nº 885/99;R.98 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/100 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Sidnei Benedito, no proc. nº 925/99;R.99 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 35/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Ferreira da Silva, no proc. nº 926/99;R.100 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 30/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Cicero Ladislau Torres, no proc. nº 927/99;R.101 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 10/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clemerio Orides Baggio, no proc. nº 928/99;R.102 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 0,6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Adriana de Paula Vaz Dourado, no proc. nº 965/99;R.103 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Jesus Inacio, no proc. nº 992/99;R.104 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Marcelo Lemes da Silva, no proc. nº 1.122/19-998;R.105 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Cardoso, no proc. nº 1.123/19-990;R.106 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 16/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Aparecido de Souza, no proc. nº 1.124/1999-3;R.107 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Silvia de Fátima Zafalão, no proc. nº 1.126/1999-9;R.108 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Nelson Vieira, no proc. nº 1.131/1999-9;R.110- PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 30/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Ciícero Ladislau Torres, no proc. nº 927/1999;R.111 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Osvaldo José de Almeida, no proc. nº 1.147/19-999;R.112 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Lopes Abreu, no proc. nº 1.148/19-991;R.113 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Mathias da Silva, no proc. nº 1.159/19-8;R.114 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Vitorino da Silva, no proc. nº 1.200/1999-0;R.115 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clarice da Cruz Dias, no proc. nº 1.201/1999-2;R.116 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Valdite Maria de Souza Dourado, no proc. nº 1.202/1999-5;R.117 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 7/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Elza Aparecida Trevisan Frigo, no proc. nº 1.203/1999-8;R.118 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Helio Soriano de Brito, no proc. nº 1.220/1999-7;R.119 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Maria de Fátima Baptista Marinho, no proc. nº 1.224/1999-8;R.120 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Milton Baltazar da Silva, no proc. nº 1.226/1999-3;R.121 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Francisco, no proc. nº 1.253/1999-6;R.122 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Kleber Itamar D’Aurelio, no proc. nº 1.254/1999-9;R.123 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Carlos Soares da Silva, no proc. nº 1.262/19-1997;R.124 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Jair Lourenço, no proc. nº 1.263/19-990;R.125 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Cavalcante de Melo, no proc. nº 1.264/19-992;R.126 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Gilvanildo Marquezini Cavalcante, no proc. nº 1.265/19-995;R.127 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José dos Santos, no proc. nº 1.266/19-998;R.128 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Abel de Lira, no proc. nº 1.267/19-990;R.129 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Ricardo Donizete Carmona Gonçalves, no proc. nº 1.281/19-991;R.130 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Francisco de Abreu, no proc. nº 1.282/19-994;R.131 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Maria Aparecida da Silva, no proc. nº 1.283/19-997;R.132 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Paulo Vicente Rodrigues Pinto, no proc. nº 1.285/19-992; R.133 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Ilvanete Oliveira dos Santos, no proc. nº 1.286/1999-5;R.134 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Carlos Braga, no proc. nº 1.316/1999-4;R.135 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Marcos Antonio Figueiredo, no proc. nº 1.317/19-997;R.136 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clodoaldo Bisca, no proc. nº 1.318/1999-0;R.137 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clarice da Cruz Dias, no proc. nº 1.201/1999-2;R.138 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Reginaldo Cruz, no proc. nº 1.320/1999-1;R.139 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clara Vieira de Souza, no proc. nº 1.322/19-997;R.140 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/100 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Picidano de Souza, no proc. nº 1.323/1999-0;R.141 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Renato Cesar Portari, no proc. nº 1.324/1999-2;R.142 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/125 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Luiz Francisco de Abreu, no proc. nº 1.336/1999-1;R.143 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/125 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Rafael Inacio de Oliveira, no proc. nº 1.338/1999-7;R.144 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clarice da Cruz Dias, no proc. nº 1.201/1999-2;R.145 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Maria Terezinha Pereira de Souza Oliveira, no proc. nº 1.372/1999-5;R.146 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Conde, no proc. nº 1.373/1999-8;R.147 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Ailton Pereira da Silva, no proc. nº 1.374/1999-0;R.148 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Edite Fausta de Almeida, no proc. nº 1.375/1999-3;R.149 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Santina Rodrigues de Souza, no proc. nº 1.376/1999-6;R.150 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Gerson Alves de Santana, no proc. nº 1.381/1999-6;R.151 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Caetano, no proc. nº 1.382/1999-9;R.152 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 7/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Oswaldo Branco Alves, no proc. nº 1.383/1999-1;R.153 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 9/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Jair Zanetti, no proc. nº 1.384/1999-4;R.154 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 18/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Osvaldo Gaspar, no proc. nº 1.385/1999-7;R.155 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Wilson de Souza, no proc. nº 1.386/1999-0;R.156 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Cleusa dos Santos, no proc. nº 1.396/1999-3;R.157 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clarice da Cruz Dias, no proc. nº 1.201/1999-2;R.158 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Valdeci Marangoni, no proc. nº 1.398/1999-9;R.159 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Jorge Costa Lima, no proc. nº 1.399/1999-1;R.160 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 17/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Marcos Antonio Duarte Zafalão, no proc. nº 1.400/1999-9;R.161 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 11/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Leila de Andrade Barbosa Bologna, no proc. nº 1.405/1999-2;R.162 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 13/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Dionisio Cardoso de Sá, no proc. nº 1.406/1999-5;R.163 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 19/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Aparecido Donizete Antunes, no proc. nº 1.410/1999-2;R.164 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Fiais de Carvalho, no proc. nº 1.411/1999-5;R.165 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Marcos dos Santos, no proc. nº 1.412/1999-8;R.166 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Artur Ferreira de Souza, no proc. nº 1.413/1999-0;R.167 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 10/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clovis Roberto Cruz, no proc. nº 1.414/1999-3;R.168 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Ferreira de Carvalho, no proc. nº 1.4151999-6;R.169 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 16/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Eduardo Ferreira de Novaes, no proc. nº 1.103/2000-3;R.170 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Maria Aparecida de Oliveira, no proc. nº 00.106/2000-1;R.171 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 24/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Celso Gonçalves de Miranda, no proc. nº 00.113/2000-7;R.172 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de João Carlos dos Santos, no proc. nº 419/2000-7;R.173 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 30/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Rubens Felix e outros, no proc. nº 00.153/2000-1;R.174 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 7/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Leonardo Angelo dos Santos, no proc. nº 420/20-006;R.175 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 20/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Carlos da Silva, no proc. nº 570/2000;R.176 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Severino Manoel da Silva e outra, no proc. nº 580/2000-2;R.177 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Auzeti Ruas da Silva, no proc. nº 590/2000;R.178 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Aparecida de Souza, no proc. nº 591/2000;R.179 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Flavio Roberto de Jesus Santos, no proc. nº 717/2000-5;R.180 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor da União, no proc. nº 654/2001;R.181 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor da Fazenda Nacional, no proc. nº 37/98;R.185 -PENHORA de 20% do imóvel, expedido pelo Ofício judicial de Junqueirópolis, em favor da União, no proc. nº 3000306-04.2013;R.186 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho da 15ª região - Vara do Trabalho de Dracena/SP, em favor do Ministério da Fazenda, no proc. nº 0148800-02.2005.5.15.0050;R.187 -PENHORA de 50% do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor da União, no proc. nº 311.01.1996.000727;R.188 -ARROLAMENTO de bens e direitos;R.189 -INDISPONIBILIDADE, extraído do proc. nº 0091300-22.1998.5.15.0050;R.190 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor do Ministério da Fazenda, no proc. nº 0000174861999;R.191 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor da Caixa Econômica Federal, no proc. nº 0001226832000;R.192 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor do Ministério da Fazenda, no proc. nº 0000244-061999;R.193 -INDISPONIBILIDADE, extraído do proc. nº 00007274119968260311;R.194 -INDISPONIBILIDADE, extraído do proc. nº 00008498319988260311.

OBS.: A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação. 


Link do processo clique aqui. 

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL A.T. 72,65 ha

Lote 01: IMÓVEL RURAL A.T. 72,65 ha

Valores atualizados

Avaliação2.761.808,83
Lance mínimo1.380.904,41
Incremento10.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas998

Localização:PARANAPANEMA–SP

Fórum/Vara:VARA ÚNICA DA COMARCA DE PARANAPANEMA–SP

Nº do processo:0000514-57.2000.8.26.0420 

RQTE:BANCO DO BRASIL

RQDO: JAN EDUARD DE QUAY


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 04/10/2019 à partir das 14:50h, e encerramento no dia 10/10/2019 às 14:50h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 30/10/2019 às 14:50h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a50%(cinquenta por cento) do valor da avaliação. 

1º Leilão - Lance mínimo  R$ 2.761.808,83

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 1.380.904,41


DESCRIÇÃO: Um imóvel rural com a área de 726.500,00 metros quadrados equivalente a 72,6500 hectares, correspondente a gleba nº 8, da Seção Laranja, na Fazenda das Posses, município de Paranapanema desta Comarca de Avaré, com as seguintes divisas e confrontações: Iniciando no marco divisório nº22, cravado no ponto de bifurcação da estrada, segue no rumo 0°055, pela estrada esquerda percorrendo 258,00 metros na confrontação com o lote nº6, até o marco divisório nº 09 e mais 628,00 metros na confrontação com o lote nº 7, até o marco divisório nº 32, cravado no ponto final da estrada, aqui deflete à direita e segue rumo 53º00SW, percorrendo a distância de 350,00 metros até a linha de inundação da represa jurumirim, onde está cravado o marco divisório de nº 33, aqui deflete a esquerda e segue pela linha de inundação da represa Jurumirim, onde está cravado o digo de inundação até o seu ponto final do córrego do Poço, cruza uma pequena água que nasce dentro deste lote e vai pelo córrego do Poço até alcançar a barra de outra pequena água, neste ponto sobe pelo córrego percorrendo em reta 345,00 metros até a sua nascente onde está cravado o marco divisório nº 33, deste marco segue em reta até o marco divisório nº 22, percorrendo 460,00 metros, marco este que serviu de ponto de partida e início destas divisas e confrontações. Consta no Laudo de Avaliação A) Benfeitorias existentes: Casa de Colonos com área de 68,00 m². - Casa de Colonos com área de 68,00 m² . 8) Culturas Perenes Existentes. - 1.254 pés de Nectarina N7, - 3.690 pés de Ameixa Gulf Biaze - 710 pés de pêssego Hillary - 7.590 pés de pêssego Primavera - 5.900 pés de pêssego boragrim - 870 pés de pêssego Tropic Beauty - 2000 pés de pêssego IAC 03 - 900 pés de pêssego Americano. Possui área total de 72,65 hectares ou 30,02 alqueires.Imóvel Matrícula n°24.203 no CRI de Avaré/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:  R$  2.761.808,83 (Dois milhões e setecentos e sessenta e um mil e oitocentos e oito reais e oitenta e três centavos)

ÔNUS:Consta na referida matrícula n°24.203 no CRI de Avaré/SP: Consta na referida matrícula:R.93- HIPOTECA de 2° grau, em favor do Banco do Brasil S/A;R.96- HIPOTECA de 3° grau, em favor do Banco do Brasil S/A;R.117- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.125- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.126- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.132- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.133- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.134- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.135- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.136- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.140- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.141 -HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.142 -HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.145 -PENHORA do imóvel, nestes autos. Embargos de Terceiro expedido pela Vara Única do Foro de Paranapanema/Sp, no processo no 1000535-49.2019.8.26.0420, em favor do Jan Matheus Maria de Quay.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação. 


Link do processo  clique aqui.

Link googlemaps  clique aqui. 

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.



IMÓVEL RURAL C/ 10 ALQ

Lote 01: IMÓVEL RURAL C/ 10 ALQ

Valores atualizados

Avaliação351.331,71
Lance mínimo351.331,71
Incremento2.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas39

Localização: Quintana/SP

Fórum/Vara: 1ª VARA DA COMARCA DE POMPÉIA – SP

Nº do processo: 1000911-34.2018.8.26.0464

RQTE: COOPERCITRUS COOPERATIVA DE PRODUTORES RURAIS

RQDO: ANTONIO CARLOS DOS ANJOS GOMES


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 06/11/2019 à partir das 14:40h, e encerramento no dia 12/11/2019 às 14:40h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 10/12/2019 às 14:40h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60%  (sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$351.331,71

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 210.799,02


DESCRIÇÃO:  Um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma gleba de terras rural com a área de dez (10) alqueires ou sejam 24,20ha., denominada “Sítio Santo Antônio”, localizada no Bairro Serrinha, no município de Quintana, desta comarca de Pompéia, Estado de São Paulo, dentro do roteiro seguinte: inicia-se no marco 25, cravado às margens da estrada municipal Serrinha-Quintana, segue rumo SO 71°44’NE, com quatrocentos e cinquenta e três metros (453,00m), confrontando com àrea remanescente da mesma propriedade, até o marco 4, deflete à direita segue rumo NO 28°50’SE com trezentos e setenta e cinco metros (375,00m) confrontando com terras do SR. Alcides Spressão Júnior até o marco 5, deflete a esquerda segue rumo SO66°54’NE com cento e sessenta e um metros e cinquenta centímetros (161,50m) na mesma confrontação até o marco 6, deflete a direita segue rumo NO 30°27’SE com cento e vinte e dois metros e setenta centímetros (122,70m) na mesma confrontação até o marco 7, deflete a direita segue com rumo SO 29°48’NE com oitenta e um metros (81,00m) na mesma confrontação até o marco 8, deflete a esquerda segue rumo SO 21°02’NE, com cento e vinte e oito metros e cinquenta centímetros (128,50m), na mesma confrontação até o marco 9, cravado na divisa com Zenildo dos Anjos Gomes, deflete a direita e segue confrontando com este, rumo NO 25°50’SE com sessenta e cinco metros (65,00m) até o marco 10, deflete a esquerda segue rumo NO 79°15’SE com trezentos e setenta e um metros e setenta centímetro (371,70m), na mesma confrontação, até o marco 11, deflete a esquerda segue rumo SO 46°30’NE, com noventa e três metros e vinte centímetros (93,20m), na mesma confrontação, até o marco 12, deflete a direita segue rumo NO 77°57’SE com duzentos e trinta e sete metros (237,00m) na mesma confrontação até o marco 13 cravado a margem da já citada estrada municipal, deflete à direita segue rumo SO 23°33’NE com cento e cinquenta e dois metro e trinta centímetros (152,30m) pela estrada até o marco 24 também a margem da estrada municipal, deflete a esquerda segue rumo NO 31°04’SE com cento e noventa e quatro metros (194,00m) pela estrada municipal até o marco 25, a sua margem, ponto inicial e final; Cadastrado no INCRA em área maior sob nº 621.145.370.410-9, área total 88,3, mód. fiscal 18, nº de mód. fiscais 4,70. Imóvel matrícula nº 6530 do CRI de Pompéia/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO: R$ 351.331,71(Trezentos e cinquenta e um mil, trezentos e trinta e um reais e setenta e um centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:R.9-HIPOTECA de 1º grau do imóvel, em favor de Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais;R10-HIPOTECA de 2º grau do imóvel, em favor de Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais;R.11-HIPOTECA de 3º grau do imóvel, em favor de Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais;R.12-HIPOTECA de 4º grau do imóvel, em favor de Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais;R.13-HIPOTECA de 5º grau do imóvel, em favor de Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais;R.14-HIPOTECA de 6º grau do imóvel, em favor de Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais;R.15-HIPOTECA de 7º grau do imóvel, em favor de Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais;R.16-HIPOTECA de 8º grau do imóvel, em favor de Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais;R.17-HIPOTECA de 9º grau do imóvel, em favor de Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais;R.18-HIPOTECA de 10º grau do imóvel, em favor de Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais;R.19-HIPOTECA de 11º grau do imóvel, em favor de Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais;R.20-HIPOTECA de 20º grau do imóvel, em favor de Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais;AV.21-DISTRIBUIÇÃO de ação, expedido pela 1ª Vara da Comarca de Pompéia, no proc. nº 1001283-17.2017.8.26.0464, movido por Mafer Marília Comércio e Representações Ltda;AV.22-DISTRIBUIÇÃO de ação, nestes autos;R.23-PENHORA do imóvel, expedido pela 1ª Vara da Comarca de Pompéia, no proc. nº 0000443872018.8.26.0464, movido por Mafer Marília Comércio e Representações Ltda;R.24-PENHORA do imóvel, expedido pela 1ª Vara da Comarca de Pompéia, no proc. nº 1001283-17.2017.8.26.0464, movido por Mafer Marília Comércio e Representações Ltda;R.25-PENHORA do imóvel, nestes autos.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

 

IMÓVEL RURAL C/ 1.6 ALQ

Lote 01: IMÓVEL RURAL C/ 1.6 ALQ

Valores atualizados

Avaliação72.517,88
Lance mínimo72.517,88
Incremento1.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas45

Localização:Rod Cmte. João Ribeiro de Barros KM 439

Fórum/Vara: 3ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE MARÍLIA – SP

Nº do processo: 1009927-81.2018.8.26.0344

RQTE: COOPERATIVA DE CREDITO DOS PRODUTORES RURAIS E EMPRESÁRIOS DO INTERIOR PAULISTA - SICOOB COCRED

RQDO: MÁRCIO LUIZ DE OLIVEIRA e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 06/11/2019 à partir das 15:20h, e encerramento no dia 12/11/2019 às 15:20h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 10/12/2019 às 15:20h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60% (sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$72.517,88

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 43.510,72


DESCRIÇÃO:  Um imóvel rural c/1.6 alqueires - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Estância Esmeralda I - Gleba 3 de Vera Cruz - SP, iniciando-se sua descrição no marco 2C, cravado na divisa com uma estrada municipal e com a Estância Esmeralda I - Gleba 4 (matrícula 49.806), do qual segue pelo alinhamento da referida estrada municipal com o rumo 29°16’NO por 180,83m até o marco C, cravado no começo de outra estrada, do qual deflete à direita e segue o alinhamento desta outra estrada com o rumo 86°12’SE por 346,40m até o marco D, do qual deflete à direita e segue confrontando com a Estância Esmeralda I - Gleba 2 (matrícula 49.804) com o rumo 54°01’20”SE por 107,70m até o marco 05, do qual deflete à direita e segue confrontando com a Estância Esmeralda I - Gleba 4 (matrícula 49.806) com os rumos 82°46’13”SO por 59,04m até o marco 04, 79°28’07”SO por 93,99m até o marco 03, 4°57’29”SO por 41,59m até o marco 02, 84°25’40”NW por 166,52m até o marco 2C, encerrando a área de 3,8851 hectares, cadastrado, junto com os imóveis das matrículas 49.803, 49.804, 49.806 e 49.807, no INCRA (CCIR) sob nº 621.170.645.036-2 (área: 20,4490ha; módulo rural: 0,0000 ha; nº de módulos rurais: 0,00; módulo fiscal: 14,0000ha; nº de módulos fiscais: 1,4606; fração mínima de parcelamento: 2,0000ha) e na SRF (NIRF) sob nº 0.237.009-3. Consta no laudo de avaliação que o imóvel  tem 3,8851 hectares / 1.6054 alqueires, dista 11 km do perímetro urbano de Marília, sendo 8 km por asfalto e 3 km por terra em bom estado de conservação. O acesso pelo município de Vera Cruz é de aproximadamente 8 km, sendo 5 km por asfalto e 3 km por terra em bom estado de conservação. Roteiro de acesso: saindo da cidade de Marília pela rodovia João Ribeiro de Barros sentido Bauru, entrar á direita no km 439, Viaduto de acesso ao Magnum Motel, via pavimentada asfáltica Vicinal, Bairro conhecido com Estrada da Florida. Cadastrado junto ao Incra sob nº 621.170.645.036-2. Imóvel matrícula nº 49.805 do 2º CRI de Marília/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO: R$ 72.517,88(Setenta e dois mil, quinhentos e dezessete reais e oitenta e oito centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:R.3-HIPOTECA do imóvel, em favor de Cooperativa de Crédito dos Produtores Rurais e Empresários do interior Paulista;AV.4-PENHORA do imóvel, nestes autos.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL A.T. 18,92 HA

Lote 01: IMÓVEL RURAL A.T. 18,92 HA

Valores atualizados

Avaliação816.457,69
Lance mínimo816.457,69
Incremento5.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas101

Localização:  Bairro dos Cravos, Guapiara/SP

Fórum/Vara:1ª VARA DA COMARCA DE CAPÃO BONITO – SP

Nº do processo:1003203-45.2018.8.26.0123 

RQTE:QUALICICLO AGRÍCOLA LTDA 

RQDO:JÉSSICA DOMINGUES e demais interessados


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE! 

O 1° Leilão terá início no dia 28/10/2019 à partir das 15:50h, e encerramento no dia 01/11/2019 às 15:50h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção, o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 25/11/2019 às 15:50h (ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60% (sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$  816.457,69

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 489.874,61


DESCRIÇÃO:  Um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma área de terras denominada Gleba B2, formada por parte do imóvel denominado Sítio Nossa Senhora das Dores - Gleba B, localizada no Bairro dos Cravos, município de Guapiara, no nono perímetro Discriminatório desta comarca, com os seguintes elementos caracterizadores: Inicia-se a descrição deste perímetro no vértice C-01, de coordenadas N 7.322.991,900 m e E 760.073,210 m, confrontando com Araldo Gonçalves Galdino, com os seguintes azimutes e distâncias: 351°25’19” e 10,11 m até o vértice M-004, de coordenadas N 7.323.001,897 m e E 760.071.702 m; 6°32’17” e 247,93m até o vértice M-005 de coordenadas N 7.323.248,214 m e E 760.099,932 m; deste, segue confrontando com Nide Aparecida Arruda dos Santos com os seguintes azimutes e distâncias: 117°30’56” e 155,40 até o vértice M-006, de coordenadas N 7.323.176,422 m e E 760.237,752 m; 136°51’17” e 2574m até o vértice M-007, de coordenadas N 7.323.157,643m e E760.255,353m; 119°38’59” e 379,86m até o vértice M-008, de coordenadas N7.322.969,727m e E 760.585,477m; deste, segue confrontando com Estrada Municipal com os seguintes azimutes e distâncias: 166°44’27” e 61,04m até o vértice P-01, de coordenadas N 7.322.910.314m e E 760.599,477m; 173°09’39” e 127,39m até o vértice P-02, de coordenadas N 7.322.783,831m e E 760.614,647m; 169°06’21” e 13,51m até o vértice P-03 de cordenadas N 7.322.770,565m e E 760.617,200m; 158°48’32” e 14,10m até o vértice P-04, de coordenadas N 7.322.757,415m e E 760.622,299m; 142°09’55” e 37,49m até o vértice P-05, de coordenadas N 7.322.727,806m e E 760.645,294m; 177°43’40” e 13,67m até o vértice P-06, de coordenadas N 7.322.714,148m e E 760.645,736m; 198°34’30” e 13,09m até o vértice P-07, de coordenadas N 7.322.701,741m e E 700.641,667m; 213°26’53” e 44,87m até o vértice P-08, de coordenadas N 7.322.664,300 m e E 760.616,934m; 227°38’02” e 67,08 m até o vértice P-09, de coordenadas N 7 7.322.619,094m e E 760.567,368m; 212°43’42” e 64,36m até o vértice P-10, de coordenadas N 7.322.564,951 m e E 760.532,571 m; 217°20’43” e 20,80m até o vértice P-11, de coordenadas N 7.322.548,412m e E 760.519,951m; 232°42’18” e 12,73m até o vértice P-12, de coordenadas N 7.322.540,698m e E 760.509,823m; 245°45’52” e 23,10m até o vértice P-13, de coordenadas N 7.322.531,216m e E 760.488.760m; 266°11’35” e 14,50m até o vértice P-14, de coordenadas 7.322.530,254m e E 760.474,296m; 298°00’50 e 39,71m até o vértice P-15, de coordenadas N 7.322.548,907m E 760.439,236m; 278°08’06” e 48,76m até o értice P-16, de coordenadas N 7.322.555,807m e E760.390.963m; 285°57’12” e 10,19m até o vértice M-009, de coordenadas N 7.322.558,607m e E 760.381,163m; deste, segue confrontando com gleba B1 de Eli Mateus Azevedo com os seguintes azimutes e distâncias: 4°59’50” e 105,92m até o vértice C-10, de coordenadas N 7.322.664,122m e E 760.390.394m; 327°27’17” e 61,94m até o vértice C-09, de coordenadas N 7.322.716,339m e E 760.357,070m; 336°22’54” e 28,49m até o vértice C-08, de coordenadas N 7.322.742,442m e E 760.345,656m 354°50’53” e 39,32m até o vértice C-07, de coordenadas N 7.322.781,604m e E 760.342,125m; 337°33’18” e 45,12m até o vértice C-06, de coordenadas N 7.322.823,309m e E 760.324,897m; 337°3730” e 95,46m até o vértice C-05, de coordenadas N 7.322.911,581m e E 760.288,559m; 270°00’00” e 35,53m até o vértice C-04, de coordenadas N 7.322.911,581m e E 760.253,026m; 277°24’33” e 64,57m até o vértice C-03, de coordenadas N 7.322.919,908m e E 760.188,991m; 286°58’50” e 63,76m até o vértice C-02A, de coordenadas N 7.322.938,530m e E 760.128,007m; 316°52’33” e 35,17m até o vértice C-02, de coordenadas N 7.322.964,197m e E 760.103,968m; 312°00’31” e 41,39m até o vértice C-01, de coordenadas N 7.322.991,900m e E 760.073,210m; chegando ao vértice inicial da descrição dese perímetro; encerrando a área de 18,92 há (dezoito hectares e noventa e dois ares), com o perímetro de 2.062,12 metros. Cadastrado no INCRA, em área maior, sob nº 637.025.003.980-1 . Número do imóvel na Receita Federal: 2.382.146-9. Imóvel matriculado sob o n° 20.000 do CRI de Capão Bonito/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO: R$816.457,69(Oitocentos e dezesseis mil, quatrocentos e cinquenta e sete reais e sessenta e nove centavos)

ÔNUS:  Consta na referida matrícula:R.3-HIPOTECA de 1° grau do imóvel, em favor de Banco do Brasil S/A;R.04-HIPOTECA de 2° grau do imóvel, em favor de Banco do Brasil S/A;R.08-PENHORA do imóvel, nestes autos.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui. 

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação. 


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

PARTE IDEAL 10% IMÓVEL RURAL

Lote 01: PARTE IDEAL 10% IMÓVEL RURAL

Valores atualizados

Avaliação39.397,67
Lance mínimo39.397,67
Incremento1.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas23

Localização: Rua Gabriel D’Anuzio, Balbino/SP

Fórum/Vara: 1ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE PIRAJUÍ – SP

Nº do processo: 0011321-85.2010.8.26.0453

RQTE: FAZENDA NACIONAL

RQDO: VERIFONE COMERCIAL E SERVIÇOS LTDA


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O1° Leilão terá início no dia 06/11/2019 a partir das 14:20h, e encerramento no dia 12/11/2019 às 14:20h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 10/12/2019 às 14:20h(ambos no horário de Brasília),sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60%  (Sessenta por cento)da avaliação ou 80% do valor de avaliação atualizada, caso se trate de imóvel de incapaz.

1º Leilão - Lance mínimo  R$39.397,67

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 23.638,60


DESCRIÇÃO:  Parte ideal correspondente a 10% de um imóvel rural DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma área total de 14.400,00 mts², situada no município de Balbinos, comarca de Pirajuí-SP, contendo uma casa de tijolos, coberta de telhas francesas, contendo 5 cômodos; a qual divide sua integridade com frente para a Rua Gabriel D’Anuzio, de um lado com Agostinho de Jesus Tiburcio; de outro lado com Posto  de Saúde, João Ferraz Filho, João Ferreira de Souza, Alceu de Oliveira, Ricardo Joaquim Lobo, Arceu Culura e finalmente com a chácara n°2 de Sergio Buchain Hazar e outro; e fundos com o Córrego Umirim, referido imóvel denomina-se Chácara n°01, situada no perímetro urbano de Balbinos. Consta no auto de avaliação que tal matrícula se trata da chácara Primavera, localizada à Rua Gabriel D’Anuzio, município de Balbino/SP.  Imóvel matriculado no Cartório Registro de Imóveis de Pirajuí sob o n° 6.205.

VALOR DA AVALIAÇÃO: R$ 39.397,67(Trinta e nove mil e trezentos e noventa e sete reais e sessenta e sete centavos)

ÔNUS: Consta da referida matrícula:R.8-Usufruto vitalício sobre parte ideal de 90% do imóvel, pertencente à Fernando César Veri, em favor de José Fernando Veri.R.9 -PENHORA de 10% do imóvel, expedida pela 1ª Vara Federal de Bauru, na Ação de Execução Fiscal no Proc. n° 746/2003, em favor de Fazenda Federal, destes autos.

OBS.: A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

50% DE IMÓVEL RURAL C 2/ ALQ

Lote 01: 50% DE IMÓVEL RURAL C 2/ ALQ

Valores atualizados

Avaliação143.233,78
Lance mínimo143.233,78
Incremento7.200,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas20

Localização: Quatá/SP

Fórum/Vara: 3ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE MARÍLIA – SP

Nº do processo: 0028050-67.2006.8.26.0344

RQTE: COOPERATIVA DOS CAFEICULTORES DA REGIÃO DE MARÍLIA

RQDO: PAULO SEVERINO DE LIMA  e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 11/12/2019 à partir das 15:35h, e encerramento no dia 16/12/2019 às 15:35h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 03/02/2020 às 15:35h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60%  (sessenta por cento) do valor da avaliação. 

1º Leilão - Lance mínimo  R$143.233,78

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 85.940,26


DESCRIÇÃO:  50% de um imóvel rural (2 alqueires dentro de 4,0 alqueires) - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA:Uma gleba de terras, com área de 4,0 alqueires, iguais a 9,68 has; de terras, sem benfeitorias, situado no bairro Água Bonita deste município e comarca de Quatá, Estado de São Paulo, confrontando-se pela cabeceira com Dr. Moacir Nicácio; de um lado com Dr. Moacyr Nicácio, de outro lado com o Antonio GOnçalves de Andrade, e pelos fundos com Moysés Rodrigues de Andrade, imóvel esse destacado e desmembrado de uma área maior. Imóvel matrícula nº 2.235 do CRI de Quatá/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO: R$ 143.233,78(Cento e quarenta e três mil, duzentos e trinta e três reais e setenta e oito centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:R.2-HIPOTECA de 1º grau do imóvel, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.3-HIPOTECA de 2º grau do imóvel, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.4-HIPOTECA de 1º grau do imóvel, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.5-HIPOTECA de 2º grau do imóvel, em favor de Banco do Estado de São Paulo S/A;R.6-HIPOTECA de 1º grau do imóvel, em favor de Banespa;AV.10-PENHORA de 50% do imóvel, nestes autos.

OBS.:  A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

50% DE UM IMÓVEL RURAL - 5 ALQ

Lote 01: 50% DE UM IMÓVEL RURAL - 5 ALQ

Valores atualizados

Avaliação478.108,49
Lance mínimo478.108,49
Incremento2.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas105

Localização:Itajú/SP

Fórum/Vara:1ª VARA DA COMARCA DE BARIRI – SP

Nº do processo: 0001911-12.2010.8.26.0062

RQTE:BANCO DO BRASIL SA SUCESSORA DO BANCO NOSSA CAIXA SA

RQDO:MARIA ADÉLIA ROSSI TONIN


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE! 

 O 1° Leilão terá início no dia 29/10/2019 à partir das 14:25h, e encerramento no dia 04/11/2019 às 14:25h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 26/11/2019 às 14:25h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a60%(sessenta por cento) do valor da avaliação. 

1º Leilão - Lance mínimo  R$478.108,49

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 286.865,09


DESCRIÇÃO:  50% de um imóvel rural com área de 10,00 alqueires ( total de 5 alqueires dentro de 10 alqueires)- DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Um imóvel agrícola, no município de Itajú, desta comarca de Bariri na extinta comunhão da “Fazenda Barra Mansa”, com área de 24.20.00 has., iguais a 10,0 alqueires do padrão paulista de terras, sem benfeitorias, encravada em uma área maior que contém benfeitorias de uma casa sede, de tijolos e telhas, duas outras de tijolos e telhas, uma outra de tábuas e telhas, um pomar comercial e outro doméstico, piquete, mangueiro, dois ranchos, uma casa velha, paiol, garagem, dois açudes, pastos e cercas, confrontando em sua integridade com João e José Laborda, Nivaldo Gimenes, Alceu e Antonio Vargas, José Braz Arroteia, Silvio, Antonio e Nelson Longo, Pedro Antonio Piotto e ainda Silvio, Antonio, Nelson, Alberto e Pedro Longo, cadastrado no INCRA sob nº 6220790017678. Imóvel matriculado sob nº 828 do CRI de Bariri - SP. 

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$  478.108,49(Quatrocentos e setenta e oito mil, cento e oito reais e quarenta e nove centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:R.16-HIPOTECA, cédula Rural Hipotecária em favor do Banco do Brasil S/A;R.17-HIPOTECA, cédula Rural Hipotecária em favor do Banco do Brasil S/A;R.18-HIPOTECA, cédula Rural Hipotecária em favor do Banco do Brasil S/A;R.19-HIPOTECA cedular de 4º grau, em favor do Banco do Brasil S/A;R.20-HIPOTECA cedular de 5º grau, em favor do Banco do Brasil S/A;R.21-HIPOTECA cedular de 6º grau, em favor do Banco do Brasil S/A;AV.26-PENHORA de 50% do imóvel, nestes autos. 

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação. 


Link do processo clique aqui. 

Link googlemaps clique aqui. 

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.  


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência

IMÓVEL RURAL A.T. 38 HA

Lote 01: IMÓVEL RURAL A.T. 38 HA

Valores atualizados

Avaliação1.203.122,10
Lance mínimo1.203.122,10
Incremento5.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas114

Localização:Pirassununga/SP

Fórum/Vara: 3ª VARA DA COMARCA DE PIRASSUNUNGA – SP

Nº do processo: 0002680-23.2015.8.26.0457

RQTE:BANCO DO BRASIL S/A

RQDO: CLINEO APARECIDO ZANONI e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 29/10/2019 à partir das 14:55h, e encerramento no dia 04/11/2019 às 14:55h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 26/11/2019 às 14:55h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a60%(sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$  1.203.122,10

2º Leilão - Lance mínimo  R$  721.873,26


DESCRIÇÃO:  Um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma área de terras, com 384.593,648 metros quadrados, ou 15 alqueires e 21.593,648 metros quadrados, ou 38ha. 45 a 93,648ca. destacada da Fazenda Nova, situada neste município e comarca, com benfeitorias, dentro das seguintes medidas e confrontações: O ponto “0” inicial está colocado junto a uma cerca de arame farpado. Do ponto “0”, com RM 70°56’37”NW e o comprimento de 191,03m alcança o ponto 01, o qual está localizado na margem esquerda do córrego ali existente. Daí, com deflexão a esquerda e RM 46°08’00”SW e comprimento de 191,03m alcança o ponto 01, o qual está localizado na margem esquerda do córrego ali existente. Daí, com deflexão à esquerda e RM 46°08’00”SW e o comprimento de 40,99m alcança o ponto 02. Do ponto 02 com deflexão à direita e RM 48°33’49” e o comprimento de 84,02m alcança o ponto 03. Daí, com deflexão à esquerda e RM 07°54’52”SW e o comprimento de 58,11m alcança o ponto 04. Do ponto 04 com deflexão à direita e RM 72°50’52”SW e o comprimento de 46,04m alcança o ponto 05. Daí, com deflexão à esquerda e RM 32°15’36” e o comprimento de 37,88m alcança o ponto 06. Do ponto 06 com deflexão à esquerda e RM 24°10’10”SW e o comprimento de 70,15m alcança o ponto 07. Daí, com deflexão à esquerda e RM 09°11’45”SM e o comprimento de 83,87m alcança o ponto 8, trecho entre os pontos 01 a 08, confrontando com Alfredo Unglauber. Do ponto 08 com deflexão à direita e RM 63°00’03”NW e o comprimento de 31,99m alcança o ponto 09. Daí, com deflexão à esquerda e RM 11°19’56”SW e o comprimento de 12,06m alcança o ponto 10. Daí, com deflexão à esquerda de RM 6°31’58”SW e o comprimento de 12,66m alcança o ponto 11. Daí, com deflexão à esquerda e RM 44°26’08”Se e o comprimento de 15,86 metros alcança o ponto nº 12. Do ponto 12 com com deflexão à esquerda e RM 59°54’56” e o comprimento de 51,99 metros, alcança o ponto 13. Do ponto 13 com deflexão à direita e RM 00°15’10”SE e o comprimento de 34,43 metros alcança o ponto 14, o trecho entre os pontos 08 e 14 confronta com Antonio Zanoni. Do ponto 14 com deflexão à esquerda e RM 80°26’01 SE e o comprimento de 18,59 metros alcança o ponto 15. Daí, com deflexão a esquerda e RM 55°39’35” NE e o comprimento de 16,79 metros alcança o ponto 16. Daí, com deflexão a direita e RM 87°14’36” SE e o comprimento de 59,01 metros alcança o ponto 17. Do ponto 17 com deflexão à direita e RM 21°37’34” SE e o comprimento de 59,73 metros alcança o ponto 18. Daí, com deflexão à esquerda e RM 23°09’38” SE e o comprimento de 138,95 metros alcança o ponto 19. Do ponto 19 com deflexão à direita e RM 11°21’13” SW e o comprimento de 43,47 metros alcança o ponto 20. O trecho entre os pontos 14 a 20 confronta com as terras de Jorge Guilherme Schmidt. Do ponto 20 com deflexão à esquerda e RM 55°54’38”SE e o comprimento de 102,98m alcança o ponto 21. Daí com deflexão à esquerda e RM 10°04’54”NE e o comprimento de 25,76 metros alcança o ponto 22. Do ponto 22 com deflexão à direita e RM 87°49’13”NE e o comprimento de 24,02 metros alcança o ponto 23. Daí com deflexão à direita e RM 06°07’56” SE e o comprimento de 12,15 metros alcança o ponto 24. Do ponto 24 com deflexão à esquerda e RM 77°31’49” SE e o comprimento de 132,78 metros alcança o ponto 25. Daí, com deflexão à direita e RM 67°32’09” SE e o comprimento de 134,02 metros alcança o ponto 26. O trecho entre os ponto 20 a 26 confronta com a propriedade da Escola Apostólica. Do ponto 26 com deflexão a esquerda e RM 13°47’32” NE e o comprimento de 40,27 metros alcança o ponto 27. Daí com deflexão à direita e RM 75°55’ SE e o comprimento de 21,99 metros alcança o ponto 28. Do ponto 28, com deflexão à esquerda e RM 80°00’01” SE e o comprimento de 49,99 metros alcança o ponto 29. Daí com deflexão à esquerda e RM 87°46’23”NE e o comprimento de 24,37 metros alcança o ponto 30. Do ponto 30 com deflexão à esquerda e RM 28°39’18” NE e o comprimento 38,96 metros alcança o ponto 31. Daí com deflexão à direita e RM 46°44’42” NE e o comprimento de 52,84 metros alcança o ponto 32. O trecho entre os pontos 26 a 32 confronta com a Fazenda Bom Sucesso. Daí com deflexão à esquerda e RM 03°49’02” NW e o comprimento de 78,91 metros alcança o ponto 33. Do ponto 33 com deflexão à direita e RM 04°04’14”NE e o comprimento de 174,46 metros alcança o ponto 34. O trecho entre os ponto 32 a 34 confronta com as terras do Sr. José Batistela. Daí, com deflexão à direita e RM 19°13”32” NE e o comprimento de 81,31 metros alcança o ponto 35. Do ponto 35 com deflexão à direita e RM 19°57’56” NE e o comprimento de 130,00 metros alcança o ponto 36. Daí com deflexão à esquerda e RM 70°24’21” NW e o comprimento de 350,70 metros alcança o ponto 37. Do ponto 37 com deflexão à direita e RM 65°46’45 NW e o comprimento de 81,47 metros alcança o ponto “0” inicial do caminhamento fechando assim a poligonal. O trecho entre os ponto 34 a “0” confronta com o Sr. Santo Unglaube e outro. Que no imóvel descrito existem duas casa de morada de tijolos e telhas. Consta no laudo de avaliação as benfeitorias sendo 03 casas de moradia, todas feitas em alvenaria; todas cobertas com telhas de cerâmica; todas aparentando bom estado de conservação e todas aptas a moradia; 13 tanques de piscicultura de variados tamanhos, todos contendo água; um pequeno pomar de laranja; um poço artesiano e uma caixa dágua metálica para abastecimento da propriedade; um pequeno curral. Imóvel matrícula nº 2.130 do CRI de Pirassununga/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$ 1.203.122,10(Um milhão, duzentos e três mil, cento e vinte e dois reais e dez centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:R.26-HIPOTECA de 3° grau do imóvel, em favor de Banco do Brasil S/A;R.30-HIPOTECA de 3° grau do imóvel, em favor de Banco do Brasil S/A;R.31-HIPOTECA de 4° grau do imóvel, em favor de Banco do Brasil S/A;R.34-HIPOTECA de 5° grau do imóvel, em favor de Banco do Brasil S/A;

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.


20% DE IMÓVEL RURAL C/ 111,44 ALQ

Lote 01: 20% DE IMÓVEL RURAL C/ 111,44 ALQ

Valores atualizados

Avaliação1.026.322,43
Lance mínimo1.026.322,43
Incremento10.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas116

Localização:Junqueirópolis/SP

Fórum/Vara:VARA ÚNICA DA COMARCA DE JUNQUEIRÓPOLIS – SP

Nº do processo: 3000306-04.2013.8.26.0311

RQTE: UNIÃO

RQDO: VALE VERDE S A INDÚSTRIA E COMÉRCIO e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 07/11/2019 à partir das 14:00h, e encerramento no dia 13/11/2019 às 14:00h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 11/12/2019 às 14:00h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a60%(sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$1.026.322,43

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 615.793,45


DESCRIÇÃO:  20% de um imóvel rural com 111,44 ALQUEIRES - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma gleba de terras, com área de 132,64 alqueires (cento e trinta e dois alqueires e sessenta e quaro centésimos de alqueire), ou sejam, 321,00 hectares, destacada da Fazenda Santo Antônio, situado neste município e comarca de Junqueirópolis, Estado de São Paulo, compreendida dentro do seguinte roteiro de divisas e confrontações: “Começa em um marco cravado na margem direita da estrada municipal que liga Junqueirópolis ao bairro Juriti e na divisa das terras pertencentes a Vale Verde Distilares Junqueiropolense de alcool Ltda; Segue confrontando com esta, rumo 34º50’SW na distância de 287,50 metros; deflete a direita e segue com o mesmo confrontante, rumo 50°00’NW na distância de 266,20 metros, até o marco cravado na margem esquerda da estrada municipal que liga Junqueirópolis ao bairro Maracá; segue por este, rumo 18°30’SW na distância de 1107,50 metros, até o marco cravado na divisa da terras de Konihiko Ishini; segue confrontando com este, rumo 53°00’SE na distância de 1857,00 metros; deflete a esquerda e segue confrontando com Konihiko Ishini e Wilson Sabatini, rumo 35°30’NE na distância de 1360,00 metros até o marco cravado na margem direita da estrada municipal que liga Junqueirópolis ao bairro Maracá, digo, bairro Juriti; segue por esta, rumo 53°00’NW na distância de 713,00 metros, até o marco cravado na divisa das terras de Florindo Salvador Sábio; segue confrontando com este rumo 37°51’NE na distância de 1148,00 metros, até o marco cravado na divisa de terras de Manoel Carvalho; segue confrontando com este, rumo 51°51’NW na distância de 450,00 metros até o marco cravado nas divisas das terras de Sebastião Pasquini; segue confrontando com este, rumo 37°51’SW na distância de 1148,00 metros até o marco cravado na margem direita da estrada municipal que liga Junqueirópolis ao bairro Juriti; segue por esta, rumo 53°00’NW na distância de 765,80 metros, até o marco inicial. Imóvel matrícula nº 2751 do CRI de Junqueirópolis.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$  1.026.322,43(Um milhão, vinte e seis mil, trezentos e vinte e dois reais e quarenta e três centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:R.16-HIPOTECA de 2º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.17-HIPOTECA de 3º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.19-HIPOTECA de 3º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.21-HIPOTECA de 4º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.23-HIPOTECA de 5º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.25-HIPOTECA de 6º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.26-HIPOTECA de 7º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.27-HIPOTECA de 8º grau do imóvel, em favor do Banco do Brasil S/A;R.28-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 285/95, movido por Banco do Brasil S/A;R.29-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 177/92, movido por Fazenda do Estado de São Paulo;R.30-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 04/96, movido por Fazenda do Estado de São Paulo;R.31-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 058/96, movido por Fazenda do Estado de São Paulo;R.32-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 51/98, movido por Instituto Nacional do Seguro Social;R.33-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 113/98, movido por Instituto Nacional do Seguro Social;R.34-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 37/98, movido por Fazenda Nacional;R.36-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 24/98, movido por Instituto Nacional do Seguro Social - INSS;R.37-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 52/98, movido por Instituto Nacional do Seguro Social - INSS;R.38-PENHORA do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 003/92, movido por Fazenda do Estado de São Paulo;R.39-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pelo Juízo de Direito da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 641/99, movido por Claudio Roberto da Silva;R.40-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 509/99, movido por Joaquim Alves de Souza;R.41-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 359/99, movido por Luiz Leonildo Durante;R.42-PENHORA da fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 449/1996, movido por Lázaro Bento dos Santos;R.43-PENHORA da fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 571/96, movido por Oswaldete Pego Silva;R.44-PENHORA da fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 701/1996, movido por Cícero Herculano Ferreira;R.45-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 702/96, movido por Manoel Pedro de Santana;R.46-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 133/99, movido por Antonia Moreira de Souza;R.47-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 143/99, movido por Antonio Pereira de Santana;R.48-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 153/99, movido por Joaquim Alves de Lima;R.49-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 163/99, movido por Luiz Carlos de Oliveira;R.50-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 173, movido por Vanderlei Joaquim de Souza;R.51-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 183/99, movido por Judite B.O. de Oliveira;R.52-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 193/99, movido por Maria Aparecida Barros da Silva;R.53-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 213/99, movido por Aureliano Pedro Miranda;R.54-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 203/99, movido por Francisco Xavier;R.55-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 223/99, movido por Francisco Xavier;R.56-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 233/99, movido por João dos Santos;R.57-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 243/99, movido por José Benedito de Souza;R.58-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 263/99, movido por Mauro Luiz da Silva;R.59-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 263/99, movido por Mauro Luiz da Silva;R.60-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueiresdo imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 273/99, movido por Petrolinio Siqueira;R.61-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 312/99, movido por José Gonçalves;R.62-PENHORA  do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 673/99, movido por Ivo Clemente;R.63-PENHORA do lote “C” equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 613/99, movido por Antonio Barbosa;R.64-PENHORA da fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 130/99, movido por Joaquim Rodrigues dos Santos;R.65-PENHORA de 1 alqueire do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 01.026/98-3-RT, movido por Noemia Claudio da Rocha;R.66-PENHORA da fração de 14/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 915/99, movido por Luzia Mauro da Silva;R.67-PENHORA da fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 968/98, movido por Domingos Elias de Sá;R.68-PENHORA da fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 747/99, movido por Joana D’Arc Aniceto;R.69-PENHORA da fração de 9/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 748/99, movido por Juraci Santos de Oliveira;R.70-PENHORA da fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 742/99, movido por Antonio Valdir Pezarezi;R.71-PENHORA da fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 743/99, movido por Aparecido Alves de Lima;R.72-PENHORA da fração de 55/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 744/99, movido por Carmelita Fagundes da Rocha;R.73-PENHORA da fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 745/99, movido por Ivone de Souza Gazim;R.74-PENHORA da fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 746/99, movido por Elias Alves Teixeira;R.75-PENHORA da fração de 1/100 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 749/99, movido por Luciano de Lucas;R.76-PENHORA da fração 1/100 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 750/99, movido por Marinete Silva Pereira;R.77-PENHORA da fração de 1/100 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 751/99, movido por Roselaine Cruz Batista;R.78-PENHORA da fração 9/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 752/99, movido por Moacir Araujo dos Santos;R.79-PENHORA da fração 35/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 753/99, movido por Ari Pereira Gomes;R.80-PENHORA da fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 754/99, movido por Aparecido os Santos de Oliveira;R.81-PENHORA da fração 3/125 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 755/99, movido por Ivaneti Silva Pereira Teixeira;R.82-PENHORA fração 1/20 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 756/99, movido por José Pereira de Souza;R.83-PENHORA da fração de 1/20 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 757/99, movido por Roberto Pedro da Silva;R.84-PENHORA da fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 768/99, movido por Aristides Alves;R.85-PENHORA da fração de 35/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 783/99, movido por Raimundo Belmiro de Brito;R.86-PENHORA da fração de 35/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 784/99, movido por Nivaldo Boschetti Teixeira;R.87-PENHORA da fração de 35/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 785/99, movido por José Pedro dos Santos Filho;R.88-PENHORA da fração de 1/20 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 786/99, movido por João Custódio Alves;R.89-PENHORA da fração de 1/20 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 787/99, movido por José Antonio Ramos;R.90-PENHORA da fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Juíza do Trabalho de Dracena, no proc. nº 819/99, movido por Edio Barbosa dos Santos;R.91 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Pego do Amaral Sobrinho, no proc. nº 832/99;R.92 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Roberto Rodrigues Nunes, no proc. nº 879/99;R.94 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 10/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Cristina Galdino da Silva, no proc. nº 881/99;R.95 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 20/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Pedro Luiz Gazin, no proc. nº 882/99;R.96 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 34/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Marcos Cirilo Vieira, no proc. nº 884/99;R.97 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Kleber Custódio Alves, no proc. nº 885/99;R.98 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/100 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Sidnei Benedito, no proc. nº 925/99;R.99 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 35/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Ferreira da Silva, no proc. nº 926/99;R.100 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 30/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Cicero Ladislau Torres, no proc. nº 927/99;R.101 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 10/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clemerio Orides Baggio, no proc. nº 928/99;R.102 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 0,6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Adriana de Paula Vaz Dourado, no proc. nº 965/99;R.103 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Jesus Inacio, no proc. nº 992/99;R.104 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Marcelo Lemes da Silva, no proc. nº 1.122/19-998;R.105 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Cardoso, no proc. nº 1.123/19-990;R.106 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 16/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Aparecido de Souza, no proc. nº 1.124/1999-3;R.107 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Silvia de Fátima Zafalão, no proc. nº 1.126/1999-9;R.108 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Nelson Vieira, no proc. nº 1.131/1999-9;R.111 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Osvaldo José de Almeida, no proc. nº 1.147/19-999;R.112 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Lopes Abreu, no proc. nº 1.148/19-991;R.113 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Mathias da Silva, no proc. nº 1.159/19-8;R.114 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Vitorino da Silva, no proc. nº 1.200/1999-0;R.115 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clarice da Cruz Dias, no proc. nº 1.201/1999-2;R.116 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Valdite Maria de Souza Dourado, no proc. nº 1.202/1999-5;R.117 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 7/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Elza Aparecida Trevisan Frigo, no proc. nº 1.203/1999-8;R.118 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Helio Soriano de Brito, no proc. nº 1.220/1999-7;R.119 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Maria de Fátima Baptista Marinho, no proc. nº 1.224/1999-8;R.120 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Milton Baltazar da Silva, no proc. nº 1.226/1999-3;R.121 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Francisco, no proc. nº 1.253/1999-6;R.122 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Kleber Itamar D’Aurelio, no proc. nº 1.254/1999-9;R.123 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Carlos Soares da Silva, no proc. nº 1.262/19-1997;R.124 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Jair Lourenço, no proc. nº 1.263/19-990;R.125 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Cavalcante de Melo, no proc. nº 1.264/19-992;R.126 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Gilvanildo Marquezini Cavalcante, no proc. nº 1.265/19-995;R.127 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José dos Santos, no proc. nº 1.266/19-998;R.128 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Abel de Lira, no proc. nº 1.267/19-990;R.129 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Ricardo Donizete Carmona Gonçalves, no proc. nº 1.281/19-991;R.130 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Francisco de Abreu, no proc. nº 1.282/19-994;R.131 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Maria Aparecida da Silva, no proc. nº 1.283/19-997;R.132 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Paulo Vicente Rodrigues Pinto, no proc. nº 1.285/19-992; R.133 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Ilvanete Oliveira dos Santos, no proc. nº 1.286/1999-5;R.134 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Carlos Braga, no proc. nº 1.316/1999-4;R.135 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Marcos Antonio Figueiredo, no proc. nº 1.317/19-997;R.136 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clodoaldo Bisca, no proc. nº 1.318/1999-0;R.137 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clarice da Cruz Dias, no proc. nº 1.201/1999-2;R.138 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Reginaldo Cruz, no proc. nº 1.320/1999-1;R.139 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clara Vieira de Souza, no proc. nº 1.322/19-997;R.140 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/100 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Picidano de Souza, no proc. nº 1.323/1999-0;R.141 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Renato Cesar Portari, no proc. nº 1.324/1999-2;R.142 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/125 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Luiz Francisco de Abreu, no proc. nº 1.336/1999-1;R.143 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/125 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Rafael Inacio de Oliveira, no proc. nº 1.338/1999-7;R.144 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clarice da Cruz Dias, no proc. nº 1.201/1999-2;R.145 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Maria Terezinha Pereira de Souza Oliveira, no proc. nº 1.372/1999-5;R.146 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Conde, no proc. nº 1.373/1999-8;R.147 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Ailton Pereira da Silva, no proc. nº 1.374/1999-0;R.148 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Edite Fausta de Almeida, no proc. nº 1.375/1999-3;R.149 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Santina Rodrigues de Souza, no proc. nº 1.376/1999-6;R.150 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Gerson Alves de Santana, no proc. nº 1.381/1999-6;R.151 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Caetano, no proc. nº 1.382/1999-9;R.152 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 7/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Oswaldo Branco Alves, no proc. nº 1.383/1999-1;R.153 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 9/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Jair Zanetti, no proc. nº 1.384/1999-4;R.154 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 18/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Osvaldo Gaspar, no proc. nº 1.385/1999-7;R.155 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Wilson de Souza, no proc. nº 1.386/1999-0;R.156 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Cleusa dos Santos, no proc. nº 1.396/1999-3;R.157 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clarice da Cruz Dias, no proc. nº 1.201/1999-2;R.158 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Valdeci Marangoni, no proc. nº 1.398/1999-9;R.159 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Jorge Costa Lima, no proc. nº 1.399/1999-1;R.160 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 17/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Marcos Antonio Duarte Zafalão, no proc. nº 1.400/1999-9;R.161 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 11/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Leila de Andrade Barbosa Bologna, no proc. nº 1.405/1999-2;R.162 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 13/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Dionisio Cardoso de Sá, no proc. nº 1.406/1999-5;R.163 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 19/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Aparecido Donizete Antunes, no proc. nº 1.410/1999-2;R.164 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Fiais de Carvalho, no proc. nº 1.411/1999-5;R.165 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Marcos dos Santos, no proc. nº 1.412/1999-8;R.166 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Artur Ferreira de Souza, no proc. nº 1.413/1999-0;R.167 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 10/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clovis Roberto Cruz, no proc. nº 1.414/1999-3;R.168 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Ferreira de Carvalho, no proc. nº 1.4151999-6;R.169 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 16/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Eduardo Ferreira de Novaes, no proc. nº 1.103/2000-3;R.170 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Maria Aparecida de Oliveira, no proc. nº 00.106/2000-1;R.171 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 24/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Celso Gonçalves de Miranda, no proc. nº 00.113/2000-7;R.172 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de João Carlos dos Santos, no proc. nº 419/2000-7;R.173 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 30/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Rubens Felix e outros, no proc. nº 00.153/2000-1;R.174 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 7/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Leonardo Angelo dos Santos, no proc. nº 420/20-006;R.175 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 20/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Carlos da Silva, no proc. nº 570/2000;R.176 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Severino Manoel da Silva e outra, no proc. nº 580/2000-2;R.177 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Auzeti Ruas da Silva, no proc. nº 590/2000;R.178 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Aparecida de Souza, no proc. nº 591/2000;R.179 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Flavio Roberto de Jesus Santos, no proc. nº 717/2000-5;R.180 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor da União, no proc. nº 654/2001;R.181 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor da Fazenda Nacional, no proc. nº 37/98;R.185 -PENHORA de 20% do imóvel, nestes autos;R.186 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho da 15ª região - Vara do Trabalho de Dracena/SP, em favor do Ministério da Fazenda, no proc. nº 0148800-02.2005.5.15.0050;R.187 -PENHORA de 50% do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor da União, no proc. nº 311.01.1996.000727;R.188 -ARROLAMENTO de bens e direitos;R.189 -INDISPONIBILIDADE, extraído do proc. nº 0091300-22.1998.5.15.0050;R.190 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor do Ministério da Fazenda, no proc. nº 0000174861999;R.191 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor da Caixa Econômica Federal, no proc. nº 0001226832000;R.192 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor do Ministério da Fazenda, no proc. nº 0000244-061999;R.193 -INDISPONIBILIDADE, extraído do proc. nº 00007274119968260311;R.194 -INDISPONIBILIDADE, extraído do proc. nº 00008498319988260311.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL C/ 25 ALQ

Lote 01: IMÓVEL RURAL C/ 25 ALQ

Valores atualizados

Avaliação1.407.622,93
Lance mínimo844.573,75
Incremento5.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas743

Localização: Paraguaçu Paulista/SP 

Fórum/Vara: 1ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE PARAGUAÇU PAULISTA – SP

Nº do processo: 0000231-53.1994.8.26.0417

RQTE: JAIR GIROTO 

RQDO: ESPÓLIO DE SANTINA BARBOSA DE LIMA e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 04/10/2019 à partir das 14:00h, e encerramento no dia 10/10/2019 às 14:00h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 30/10/2019 às 14:00h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60%  (sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão  - Lance mínimo  R$1.407.622,93

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 844.573,75


DESCRIÇÃO:  Parte ideal correspondente a 50% de um  bem imóvel rural (25 alqueires dentro de  50 alqueires) - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Um imóvel com área de 50 alqueires paulista, ou seja, 121 hectares, sendo 15 alqueires em mato e 35 de cultura, contendo duas casas de madeira, cobertas de telhas, sendo uma barroteada e outra construída de tábuas, com as seguintes divisas e confrontações: cabeceira com espigão da Fazenda Fortuna dos Figueiredos, de um lado com Leônidas Quadros e outro com sucessores de Domingos COrredato e fundos com a Água do Frutal. Imóvel matrícula nº 27376 do CRI de Paraguaçu Paulista/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$ 1.407.622,93(Um milhão, quatrocentos e sete mil, seiscentos e vinte e dois reais e noventa e três centavos)

ÔNUS:   Não consta nos autos documentos probantes de eventuais ônus que recaiam sobre o bem.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL A.T. 164,7581 HA

Lote 01: IMÓVEL RURAL A.T. 164,7581 HA

Valores atualizados

Avaliação2.029.212,26
Lance mínimo1.217.527,35
Incremento10.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas1842

Localização: Rodovia Sebastião Ferraz de Camargo Penteado SP - 250 km 253, Guapiara/SP.

Fórum/Vara:  1ª VARA DA COMARCA DE CAPÃO BONITO – SP

Nº do processo:  1003492-12.2017.8.26.0123 

RQTE:  BANCO DO BRASIL S/A

RQDO:  JORGE SHIZUO KODAMA


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE! 

O 1° Leilão terá início no dia 02/10/2019 à partir das 14:10h, e encerramento no dia 08/10/2019 às 14:10h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 28/10/2019 às 14:10h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60%(sessenta por cento) do valor da avaliação. 

1º Leilão - Lance mínimo  R$  2.029.212,26

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 1.217.527,35


DESCRIÇÃO:  Um imóvel Rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma área de terras, contendo 164,7581há, dentro de um perímetro de 7.698,00 metros, denominada gleba F, formada por parte da Fazenda São Pedro, Bairro do Alegre, município de Guapiara, comarca de Capão Bonito. Cadastrado no INCRA em área maior, sob nº 625.025.010.650-9, área total; 363,0000há. - módulo rural: 34 3100há - nº de módulos rurais: 10,58 - módulo fiscal: 16,0000há - nº de módulos fiscais: 22,6875 - fração mínima de parcelamento: 3,0000 há. Números do imóvel na Receita Federal: 3.848.433-1 e 3.848.433-1. Capão Bonito - SP. Consta no laudo de avaliação o acesso ao imóvel através da Rodovia Sebastião Ferraz de Camargo Penteado SP - 250 km 253, perfazendo divisa com frente para asfalto com aproximadamente 1.780,00 metros de extensão com imóvel em avaliação. No imóvel consta benfeitorias sendo área com instalações de moradia, assim sendo, casa sede, casa de caseiro, estrutura de cobertura simples com telhas de Eternit para maquinários. Imóvel matrícula n° 18148 do CRI de Capão Bonito/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO: R$ 2.029.212,26(Dois milhões, vinte e nove mil, duzentos e doze reais e vinte e seis centavos) 

ÔNUS:  Consta na referida matrícula:R.9-HIPOTECA de 1º grau do imóvel, em favor de Banco do Brasil S/A;R.10-PENHORA do imóvel, nestes autos.

OBS.: A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação. 


Link do processo clique aqui. 

Link googlemaps clique aqui. 

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.  


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

Parte Ideal de 4% imóvel industrial

Lote 01: Parte Ideal de 4% imóvel industrial

Valores atualizados

Avaliação116.322,01
Lance mínimo81.425,40
Incremento1.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas157

Localização:Rodovia Marechal Rondon KM 273, Distrito Industrial, São Manuel/SP

Fórum/Vara:2ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE SÃO MANUEL – SP

Nº do processo: 0000378-86.2005.8.26.0581

RQTE: INSS INSTITUTO NACIONAL DE SEGURO SOCIAL

RQDO:CARIBEA INDUSTRIA MADEIREIRA LTDA


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE! 

O 1° Leilão terá início no dia 03/10/2019 à partir das 14:30h, e encerramento no dia 09/10/2019 às 14:30h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 29/10/2019 às 14:30h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a70%(setenta por cento) do valor da avaliação ou 80% do valor de avaliação atualizada, caso se trate de imóvel de incapaz.

1º Leilão - Lance mínimo  R$116.322,01

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 81.425,40


DESCRIÇÃO: UMA PARTE IDEAL CORRESPONDENTE A 4% DE UM IMÓVEL INDUSTRIAL - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma gleba de terras com a área de 24.773,65 metros quadrados, situada no distrito industrial de São Manuel, neste município e comarca de São Manuel, circunscrição única, que segundo planta e memorial descritivo, assim se descreve: Uma gleba de terras contendo 24.773,65 metros quadrados (vinte a quatro mil, setecentos e setenta três metros e sessenta e cinco decímetros quadrados), desmembrada de área maior pertencente à Prefeitura Municipal de São Manuel, dentro do perímetro urbano de São Manuel, localizada junto ao encontro da SP-255 e SP-300, com a seguinte descrição perimétrica: partindo do marco 00 (zero-zero), localizado junto à cerca do D.E.R, nas divisas da SP-300, Kenji Sguiyama e Prefeitura Municipal de São Manuel, parte com azimute de 111°30’ e distância de 240,00 metros atingindo aí o marco 0 (zero) ponto inicial do perímetro da área a ser desmembrada. Do marco 0 (zero) vai ao marco 01 (um) com azimute de 114°30’ e distância de 60 metros (sessenta); do marco 01 (um) vai ao marco 02 (dois) com azimute de 23° e distância de 37,50m (trinta e sete metros e cinquenta centímetros); do marco 02 (dois) atinge o marco 03 (três) com azimute de 115° e distância de 48 metros; do marco 03 (três) desenvolve-se um arco com comprimento de 10,94 metros e raio de 22,00 metros, atingindo aí o ponto 04 (quatro); do marco 04 (quatro) vai ao marco 05 (cinco) com azimute de 143° e distância de 157,50 metros (cento e cinquenta e sete metros e cinquenta centímetros); do marco 05 (cinco) desenvolve-se uma curva com comprimento de 75,43 metros e raio de 86,00 metros atingindo aí o ponto 06 (seis); do marco 06 (seis) vai ao ponto 07 (sete) com azimute de 19° e distância de 56,00 metros; do marco 07 (sete) desenvolve-se uma curva de comprimento igual a 17,15 metros e raio de 7,50 metros, atingindo aí o ponto oito; do marco oito vai ao marco nove com azimute de 323° e distância de 236,50 metros; do marco nove vai ao marco dez com azimute de 310° e distância 32,50 metros; do marco dez vai ao marco onze com azimute de 299° e distância de 33,50m (trinta e três metros e cinquenta centímetros); do marco onze desenvolve-se um arco de raio igual a 14,50 metros e comprimento igual a 17,63 metros atingindo o ponto doze; do marco doze vai ao ponto inicial zero com azimute de 358°30’ e distância de 31,50 metros, completando-se a gleba com 244,773,65 metros quadrados. Consta no Auto de Constatação e Reavaliação há um prédio industrial com 950,23 metros quadrados construído de tijolos e coberto com telhas, possuindo um galpão, sanitários, sala própria para assistência médica e escritório. Este prédio posteriormente foi ampliado passando a possuir mais 2 galpões, sendo um com banheiro, dois escritórios, banheiro, área de circulação, instalação elétrica e sanitária, com 308,00 metros quadrados, encerrando uma área construída de 1.258,23 metros quadrados, edificada no terreno a que se refere a presente matrícula. Imóvel matriculado sob n° 3.610 no CRI de São Manuel/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$  116.322,01(Cento e dezesseis mil, trezentos e vinte e dois reais e um centavo)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:R.06 -PENHORA da fração ideal de 3/10 do imóvel, expedido pela 2ª Vara Cìvel da comarca de São Manuel, em favor do Instituto Nacional de Seguro Social- INSS, no proc. n° 13/2005;R.07 -PENHORA da fração ideal de 4% do imóvel, nestes autos;R.08 -PENHORA da fração ideal de 1/10% (um décimo) do imóvel, expedido pela 2ª Vara Cível de São Manuel, em favor do Instituto Nacional de Seguro Social- INSS, no proc. n° 57/05;R.09 -PENHORA da fração ideal correspondente a 40% do imóvel, expedido pela 2ª Vara Cível de São manuel, em favor da União, no proc. n° 43/07;AV.10 -PENHORA do imóvel, expedido pela 2ª Vara Cível de São Manuel, em favor do Instituto Nacional de Seguro Social- INSS, no proc. n° 281.01.2007.004727-5/000000-000, ordem n° 79/07;AV.11 -PENHORA da fração ideal de 3,3% do imóvel, expedido pela 2ª Vara Cível de São Manuel, em favor da Fazenda Nacional, no proc. n° 581.01.2001.000587-7/000000-000, ordem n° 80/01;AV.12 -PENHORA da fração ideal de 2,36% do imóvel, expedido pela 1ª Vara Cível de São Manuel, em favor da Fazenda do Estado de São Paulo, no proc. n° 581.01.2004.002647-2/000000-000, ordem n° 79/2004;AV.13 -PENHORA da fração ideal de 4,70% do imóvel, expedido pela 2ª Vara Cível de São Manuel, em favor da Fazenda do Estado de São Paulo, no proc. n° 581.01.2004.002313-7, n° de ordem 70/04; AV.14 -PENHORA do imóvel, expedido pela 1ª Vara Judicial de São Manuel, em favor da Fazenda do Estado de São Paulo, no proc. n° 581.01.2011.001919-2, n° de ordem 076/2011;AV.15 -PENHORA do imóvel, expedido pela 1ª Vara Judicial de São Manuel, em favor da Fazenda Nacional, no proc. n° 15/2005;AV.16 -PENHORA do imóvel, expedido pela 1ª Vara Judicial de São Manuel, em favor da União, no proc. n° 93/2009;AV.17 -PENHORA da fração ideal de 11,77% do imóvel, expedido pela 1ª Vara Judicial de São Manuel, em favor da Fazenda do Estado de São Paulo, no proc. n° 162/2009;AV.18 -PENHORA do imóvel, expedido pela 1ª Vara Judicial de São Manuel, em favor da União, no proc. n° 259/2010;AV.19 -PENHORA da fração ideal de 11,7777% do imóvel, expedido pela 1ª Vara Judicial de São Manuel, em favor da Fazenda do Estado de São Paulo, no proc. n° 451/2009;AV.20 -PENHORA da fração ideal a 4,07% do imóvel, expedido pelo 1° Ofício Judicial de São Manuel, em favor da Fazenda Nacional, no proc. n° 17/2005;AV.21 -PENHORA do imóvel, expedido pelo 2° Ofício Judicial de São Manuel, em favor pela Fazenda do Estado de São Paulo, no proc. n° 0003655-71.2009.8.26.0581;AV.22 -PENHORA do imóvel, expedido pelo 1° Ofício Judicial de São Manuel, em favor do Estado de São Paulo, no proc. n° 000751-78.2009.8.26.0581;AV.23 -PENHORA do imóvel, expedido pelo 1° Ofício Judicial de São Manuel, em favor do Estado de São Paulo, no proc. n° 004239-36.2012.8.26.0581;AV.24 -PENHORA do imóvel, expedido pelo 1° Ofício Judicial de São Manuel, em favor do Estado de São Paulo, no proc. n° 001342-16.2004.8.26.0581;AV.25 -PENHORA do imóvel, expedido pelo 1° Ofício Judicial de São Manuel, em favor do Estado de São Paulo, no proc. n° 004483-33.2010.8.26.0581;AV.26 -PENHORA do imóvel, expedido pelo 2° Ofício Judicial de São Manuel, em favor da Secretaria da Fazenda, no proc. n° 2313982004;AV.27 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Botucatu/SP [TRT-15ª região], em favor de Kate Cilene Roberta Rodrigues da Cruz, no proc. n° 0025300-03.2007.5.15.0025;AV.28 -PENHORA da fração ideal de 27,50% do imóvel, expedido 2° Ofício Judicial de São Manuel, em favor do Ministério da Fazenda, no proc. n° 3005184-35.2013.8.26.0581;AV.29 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Botucatu/SP (TRT-15ª região), em favor de Vera Lucia de Mello Tineu, no proc. n° 017500-22.2007.5.15.0025;AV.30 -PENHORA da fração ideal de 3,50% do imóvel, expedido pelo 2° Ofício Judicial de São Manuel, em favor do Ministério da Fazenda, no proc. n° 0005313-72.2014.8.26.0581;AV.32 -PENHORA de 50% do imóvel, expedido pelo 2° Ofício Judicial de São Manuel, em favor do Ministério da Fazenda, no proc. n° 0003267-37.2010.8.26.0581;AV.33 -PENHORA do imóvel, expedido pelo 1° Ofício Judicial de São Manuel, em favor da Procuradoria Seccional da Fazenda Nacional em Bauru, no proc. n° 0001536-35.2015.8.26.0581;AV.34 -PENHORA do imóvel, expedido pelo 2° Ofício Judicial de São Manuel, em favor de CIA de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, no proc. n° 0002373-17.2017.8.26.0581.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação. 


Link do processo clique aqui. 

Link googlemaps clique aqui. 

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.  


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

2/3 DE IMÓVEL RURAL C/ 893,7961 HA

Lote 01: 2/3 DE IMÓVEL RURAL C/ 893,7961 HA

Valores atualizados

Avaliação20.412.285,15
Lance mínimo20.412.285,15
Incremento50.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas15

Localização: Batayporã/MS

Fórum/Vara: VARA ÚNICA DA COMARCA DE JUNQUEIRÓPOLIS – SP

Nº do processo: 0002964-23.2011.8.26.0311

RQTE: EGH REPRESENTAÇÃO COMERCIAL LTDA

RQDO: ESPÓLIO DE WILSON BAGGIO e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 03/02/2020 à partir das 14:15h, e encerramento no dia 06/02/2020 às 14:15h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 02/03/2020 às 14:15h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  60% (sessenta por cento)do valor da avaliação. 

1º Leilão - Lance mínimo  R$20.412.285,15

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 12.247.371,09


DESCRIÇÃO:  2/3 de um Imóvel Rural (área de 893,7961 hectares dentro de 1.350,82 hectares) : Área de terras rural denominada Fazenda Boa Esperança, com 1.350,82 ha (mil, trezentos e cinquenta hectares e oitenta e dois ares), ou 558,19 alqueires, desmembrada da Fazenda Primavera, situada neste município e comarca de Batayporã, com os seguintes limites e confrontações: norte: com a estrada que liga Batayporã a terras de José Teixeira; Sul: com o Ribeirão Samambaia e partes do Córrego Pindocará; Oeste: com o loteamento Cia Viação São Paulo Mato Grosso (linha alegria). Perímetro: Partindo do MP-1, cravado na a Linha Alegria, dai deflete à direita e segue pela linha que confronta com a futura estrada que liga Batayporã as terras de José Teixeira, com o rumo de 66°59’SE, na distância de 3,003m, onde encontra-se cravado o M2, n margem direita do Ribeirão Samambaia; deste ponto deflete à direita e segue pela jusante do Ribeirão Samambaia, através de diversos rumos e distâncias até encontrar o M-3, cravado no encontro do referido Ribeirão com o Córrego Pindocaré; deste ponto deflete à direita e segue pelo montante do córrego Pindocaré através de diversos rumos e distâncias até encontrar o M-4, cravado na linha alegria; deste ponto deflete à direita e segue pela linha alegria através de diversos segmentos de retas, com seguintes rumos e distâncias: M-4-5, 37°33’NE e 962,30m; M5-6, 37°24’NE e 171,70m; M6-7, 37°07’NE e 325,90m; M7-8, 36°58’SE e 289,50m; M5-9, 37°10’NE e 165,80m; M9-10, 36°50’NE e 274,10m; M10-11, 37°06’NE e 249,70m; M11-12, 37°00’NE e 256,90m; M12-13, 36°58’NE e 279,40m; M13-14, 37°12’NE e 167,75m; M14-15, 37°10’NE e 204,75m; M15-16, 37°12’NE e 143,09m; M16-17, 37°08’NE e 292,60m; M20a MP1, 36°52’NE e 99,38m, assim chega-se ao ponto de partida e fecha-se o perímetro, INCRA: 913049.013048-2; área registrada: 1.350,8ha; módulo rural 50,0ha; nº módulos rurais 17,40; módulo fiscal (ha) 40; nº de módulos fiscais 35,73; f.m.p. 3,0ha NIRF 1.545.423-1. Consta no Laudo de Avaliação que o quinhão de 2/3 do imóvel fica localizado de frente para a estrada vicinal e em seu interior ficaram algumas benfeitorias, como curral e três bebedouros. O quinhão formado por 2/3 foi proposto de forma a garantir a sua exploração comercial, resultando numa área de 893,7961 hectares, que corresponde a 66,17% da área total registrada. O quinhão de 1/3 do imóvel que não faz parte da área penhorada, ficou com a sede e as benfeitorias que estão localizadas nas suas proximidades, o que irá permitir a continuidade da atividade da proprietária, sem nenhum óbice, havendo apenas a necessidade de fazer a cerca de divisória entre os quinhões, de curta distância. O quinhão de 2/3 do imóvel, para fins de praceamento nos autos, também ficou localizado de frente para a estrada vicinal e em seu interior ficaram algumas benfeitorias, como o curral e três bebedouros. Imóvel matrícula nº 237 do CRI de Batayporã/MS.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$  20.412.285,15(Vinte milhões e quatrocentos e doze mil e duzentos e oitenta e cinco reais e quinze centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:AV.3-HIPOTECA de 1º grau de 186,0633 do imóvel, em favor de Wilson Baggio e seu cônjuge Maria Tereza Michialin Baggio;R.6-ARRESTO do correspondente 2/3 da nua propriedade e do direito ao exercício do usufruto, expedido pela Vara Única da Comarca de Junqueirópolis, no proc. nº 1008/2011, movido por EGH Representação Comercial Ltda;R.7-PENHORA do imóvel, nestes autos;AV.8-DISTRIBUIÇÃO de ação, expedido pela Secretária do Distribuidor e Anexos da Comarca de Assaí, no proc. nº 0004038-05.2014.8.18.0047, movido por USICAMP Equipamentos Agrícolas Ind. e Rod. Ltda;R.11-PENHORA da parte ideal pertencente a Pedro Baggio Neto, expedido pela 3ª Vara Cível da Comarca de Assis, no proc. nº 0003713-22.2012.8.26.0047, movido por Nova América Agrícola Ltda;AV.12-INDISPONIBILIDADE do imóvel, expedido pela 2ª Vara do Trabalho de Cornélio Procópio/PR, com nº de indisponibilidade 2018.02.0211.  

OBS.: A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

50% DE IMÓVEL RURAL C/ 10,10 ALQ

Lote 01: 50% DE IMÓVEL RURAL C/ 10,10 ALQ

Valores atualizados

Avaliação1.260.415,35
Lance mínimo1.260.415,35
Incremento10.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas11

Localização: Guará/SP

Fórum/Vara: 1ª VARA DA COMARCA DE GUARÁ – SP

Nº do processo: 0003338-37.2014.8.26.0213

RQTE: WALTER PAULINO DA SILVA - ESPÓLIO E OUTROS

RQDO:  JOÃO ROBERTO JUNQUEIRA e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 12/12/2019 à partir das 15:40h, e encerramento no dia 17/12/2019 às 15:40h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 04/02/2019 às 15:40h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a  50%  (Cinquenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$1.260.415,35

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 630.207,67


DESCRIÇÃO:  50% de um imóvel rural (10,10 alqueires dentro de 20,40 alqueires) - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Um imóvel rural, situado neste município e comarca de Guará - SP, denominado Sítio Mata das Alagoas, compreendido dentro das seguintes divisas e confrontações: Tem início no esticador fincado na margem esquerda do córrego da Mata e na divisa com terras de propriedade de Airton Alves Junqueira; tomando neste esticador o rumo de 66°38’00”SW, e segue pela cerca até a distância de 163,35m (cento e sessenta e três metros e trinta e cinco centímetros); deflete à esquerda no rumo de 62°13’00”SW, e segue pela cerca até a distância de 179,70m (cento e setenta e nove metros e setenta centímetros); deflete à esquerda no rumo de 61°00’00”SW, e segue pela cerca até a distância de 333,95m (trezentos e trinta e três metros e noventa e cinco centímetros), onde termina a divisa com terras de propriedade de Airton Alves COrrente; deflete a esquerda no rumo de 34°05’00”SE, e segue pela cerca até a distância de 496,65 (quatrocentos e noventa e seis metros e sessenta e cinco centímetros); deflete a esquerda no rumo de 39°21’00”SE, e segue pela cerca até a distância de 387,30m (trezentos e oitenta e sete metros e trinta centímetros), onde termina a divisa com  cerca lateral da estrada Vicinal José Landim, que liga Guará a Ribeirão Corrente; deflete à esquerda no rumo de 02°15’00”NE, e segue pela cerca até distância de 145,50m (cento e quarenta e cinco metros e cinquenta centímetros); deflete à direita no rumo de 67°51’00”NE, e segue pela cerca até a distância de 64,55m (sessenta e quatro metros e cinquenta e cinco centímetros), onde termina a divisa com terras de propriedade de Airton Alves Junqueira, e começa a divisa com o córrego da Mata; deflete à esquerda e desce pelo córrego da Mata, até encontrar o esticador fincado na divisa com terras de propriedade de Airton ALves Junqueira, onde teve início a presente descrição; perfazendo uma área de 20,40 alqueires ou seja, 49,36,8ha (quarenta e nove hectares, trinta e seis ares e oito centiares). Dados do imóvel no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - INCRA: Código do Imóvel nº 605.304.0001.635-0. Consta no auto de avaliação as seguintes benfeitorias: Uma casa de morada principal em bom estado de conservação, uma casa de morada destinada aos empregados em regular estado de conservação. A terra é de cultura e cerrado,  com terras produtivas, possuindo área própria para plantio e pasto. Imóvel matrícula nº 3.759 do CRI de Guará/SP. 

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$  1.260.415,35(Um milhão, duzentos e sessenta mil, quatrocentos e quinze reais e trinta e cinco centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:AV.5-DISTRIBUIÇÃO de ação, expedido pela Vara de Única Cível da Comarca de Guará, no proc. nº 1000539-33.2016.8.26.0213, movido por Agrossistema Comercial Agrícola Ltda;AV.6-PENHORA de 50% do imóvel, expedido pela Vara de Ofício Judicial da Comarca de Guará, no proc. nº 00020900-22.2015.8.26.0213, movido por Syagri Agronegócios COmércio e Representações Ltda;AV.7-PENHORA de 50% do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de São joaquim da Barra, no proc. nº 0011863-89.2016.5.15.0117, movido por Edson Assgra;AV.8-PENHORA de 50% do imóvel, nestes autos;AV.9-DISTRIBUIÇÃO de ação, expedido pela Vara de Única Cível da Comarca de Guará, no proc. nº 1000611-15.2019.8.26.0213, movido por Celso Garcia Pereira;AV.10-PENHORA de 50% do imóvel, expedido pela Vara de Única Cível da Comarca de Guará, no proc. nº 1000611-15.2019.8.26.0213, movido por Celso Garcia Pereira.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL 2,664 HA

Lote 02: IMÓVEL RURAL 2,664 HA

Valores atualizados

Avaliação150.628,07
Lance mínimo90.376,84
Incremento1.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas65

Localização: Cândido Mota/SP

Fórum/Vara: 2ª VARA DA COMARCA DE CÂNDIDO MOTA – SP

Nº do processo: 0000588-26.2009.8.26.0120

RQTE: OCTAVIANO RAYMUNDO CAMARGO SILVA

RQDO: ADEMIR CARLOS ANDREOTTI e demais interessados


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O Leilão terá início no dia 05/11/2019 à partir das 14:50h, e encerramento no dia 27/11/2019 às 14:50h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a60%(sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$ 90.376,84


DESCRIÇÃO:   Um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma área de terras, rural, com 2,664ha, iguais a 1,1008 alqueires, denominada Sítio São Luiz, situada na antiga Fazenda Macuco ou Jacutinga, na Água do Macuco, neste distrito, município e comarca de Cândido Mota, com a seguinte descrição: inicia-se no marco M2A, cravado junto a propriedade de Ademir Carlos Andreotti, outrora Leonicia Manzano Costa e junto a propriedade de Lázaro Apolinário de Almeida; deste segue confrontando-se com a propriedade de Lázaro Apolinário de Almeida, com um rumo de 37°08’45”NW e uma distância de 81,55m até o ponto M3; deste deflete à direita e passa a confrontar-se com a propriedade de Glicério Gaspar da Cruz, com um rumo de 66°29’40”NE e uma distância de 149,00m até o ponto 4; deste deflete à esquerda e passa a confrontar-se com a propriedade de Eugênio Espanhol, com um rumo de 66°16’08”NE e uma distância de 155,58m até o pronto M4A; deste deflete à direita e passa a confrontar-se com a propriedade de Adilson Geraldo Andreotti e Hugo Henrique andreotti, outrora Benício Manzano, com um rumo de 09°31’40”SW e uma distância de 149,06m até o ponto M1B; deste deflete à direita e passa a confrontar-se com a propriedade de Ademir Carlos Andreotti, outrora Leonicia Manzano Costa, com um rumo de 78°52’50”SW e uma distância de 208,88m até o ponto inicial M2A, ocorrendo assim o fechamento do polígono acima descrito, a qual encontra-se cadastrada no INCRA sob nº 627.046.005.320-9, com a denominação: Sítio São Luiz, localização: Água do Macuco; área total 14,50ha, módulo rural: 16,1111ha, nº de módulos rurais: 0,90, módulo fiscal: 20,00ha, nº de módulos fiscais: 0,72, fração mínima de parcelamento: 2,0ha, classificação fundiária: minifúndio, lançado em nome de benício Manzano e outros, brasileiro, nº do imóvel na Receita Federal: 0.738.001-1. Consta no Laudo de Avaliação que a área descrita na matrícula é totalmente mecanizável e sem restrições ambientais. Imóvel matrícula nº 12740 do CRI de Cândido Mota/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO: R$ 150.628,07(Cento e cinquenta mil, seiscentos e vinte e oito reais e sete centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:AV.4-PENHORA do imóvel, expedido pelo 2º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 1138/09, movido por Cooperativa dos Cafeicultore da Média Sorocaba;AV.5-PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 898-2006, movido por Coopermota Cooperativa Agroindustrial;AV.6-PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 1125/2009, movido por Coopermota Cooperativa Agroindustrial;AV.7-PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 702-2006, movido por Coopermota Cooperativa Agroindustrial.

OBS.: A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL A.T. 63,87 HA

Lote 02: IMÓVEL RURAL A.T. 63,87 HA

Valores atualizados

Avaliação2.533.410,28
Lance mínimo1.266.705,14
Incremento10.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas1011

Localização:Paranapanema – SP

Fórum/Vara:VARA ÚNICA DA COMARCA DE PARANAPANEMA–SP

Nº do processo:0000514-57.2000.8.26.0420

RQTE:BANCO DO BRASIL

RQDO: JAN EDUARD DE QUAY e outros.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 04/10/2019 à partir das 14:50h, e encerramento no dia 10/10/2019 às 14:50h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 30/10/2019 às 14:50h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a50%(cinquenta por cento) do valor da avaliação. 

1º Leilão - Lance mínimo  R$ 2.533.410,28

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 1.266.705,14


DESCRIÇÃO: Um imóvel rural com a área de 638.700 metros quadrados (seiscentos e trinta e oito mil e setecentos metros quadrados), ou 63,87 hectares, correspondente a gleba 06 da Seção Laranja, na Fazenda das Posses, do município de Paranapanema desta Comarca de Avaré, com as seguintes divisas e confrontações: Inicia no marco nº 22 cravado no ponto de bifurcação das estrada, segue por estrada com rumo 72º45NW, percorrendo 383,00 metros, na confrontação com o lote nº 04 e mais 980,00 metros na confrontação com o lote nº 5, até o marco nº 26, cravado na divisa com o lote nº 15, aqui deflexiona a esquerda e com o rumo 0°005, confrontando com o lote nº 15, percorre 340,00 metros até alcançar a linha de inundação da Represa Jurumirim, aqui segue por essa linha de inundação até o marco nº 28, cravado nesta mesma linha, aqui deflexiona à esquerda e com o rumo 75°00NE na confrontação com o lote nº 7, percorre 995,00 metros até o marco nº 29, com rumo 0°00 e na confrontação com o lote nº 9 percorre 268,00 metros até o marco nº 22 cravado no ponto de bifurcação das estradas, marco esse que serviu de ponto de partida e início desta divisas e confrontações. Consta no Laudo de Avaliação as seguintes benfeitorias A) 01 Casa de Colono com área de 68,00 m2 - 01 Casa de Colonos com área de 68,00 m2, - 01 Barracão Depósito com área de 203,00 m2. - 01 Galpão Garagem com área de 119,00 m2. B) Culturas Perenes Existentes: - 710 pés de pêssego Hillary - 1.200 pés de nectarina Sun Raycer - 1.800 pés de pêssego P7 - 3.520 pés de pêssego Douradão - 3.560 pés de pêssego Tropic Beauty - 1.750 pés de pêssego P 11 - 2.000 pés de Pêssego IAC - 5.714 pés de caqui Fuiu - 1.969 pés de goiaba Pedro Sato. - 200 pés de pêssego americano. Possui área total de 63,87 hectares ou 26,39 alqueires. Imóvel Matrícula n° 24.204 no CRI de Avaré/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO: R$ 2.533.410,28 (Dois milhões e quinhentos e trinta e três mil e quatrocentos e dez reais e vinte e oito centavos)

ÔNUS:Consta na referida matrícula n°24.204 no CRI de Avaré/SP:R.4- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.5- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.6- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.7- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.11- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.12- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;R.13- HIPOTECA, em favor do Banco do Brasil S/A;AV.15-PENHORAdoimóvel,nestesautos.EmbargosdeTerceirono processono100053549.2019.8.26.0420,emfavordoJanMatheusMariadeQuay.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo  clique aqui.

Link googlemaps  clique aqui. 

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL A.T. 10,48 HA

Lote 02: IMÓVEL RURAL A.T. 10,48 HA

Valores atualizados

Avaliação325.594,92
Lance mínimo325.594,92
Incremento2.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas121

Localização:Pirassununga/SP

Fórum/Vara: 3ª VARA DA COMARCA DE PIRASSUNUNGA – SP

Nº do processo:0002680-23.2015.8.26.0457

RQTE:BANCO DO BRASIL S/A

RQDO: CLINEO APARECIDO ZANONI e demais interessados.


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O 1° Leilão terá início no dia 29/10/2019 à partir das 14:55h, e encerramento no dia 04/11/2019 às 14:55h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 26/11/2019 às 14:55h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a60%(sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$325.594,92

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 195.356,95


DESCRIÇÃO:  Um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma área de terras, designada de gleba “A”, localizada na Fazenda Nova, situada neste município e comarca, com a área de 104.866,67 (cento e quatro mil oitocentos e sessenta e seis vírgula sessenta e sete) metros quadrados, ou 4,33 alqueires paulista ou 10,48 hectares, com a seguinte descrição perimétrica de divisas: inicia-se no ponto 24C, que está localizado distante 72,31 (setenta e dois virgula trinta e um) metros do ponto 0; do ponto 24C segue cm RM 22°01’22” e o comprimento de 442,56 (quatrocentos e quarenta e dois vírgula cinquenta e seis) metros até alcançar o ponto 24B; do ponto 24B, com deflexão à esquerda e RM 78°44’42” NW e o comprimento de 316,33 (trezentos e dezesseis vírgula trinta e três) metros até encontrar o ponto 24A; do ponto 24C ao ponto 24A confronta com a gleba designada B, matrícula 30.384, atribuída a Marcos Zornoff; daí com deflexão à esquerda e RM 07°08’59” S e o comprimento de 237,37 (duzentos e trinta e sete vírgula trinta e sete) metros até encontrar o ponto 25; do ponto 25 com deflexão à direita e RM 10°52’13” SE e o comprimento de 192,43 (cento e noventa e dois vírgula quarenta e três) metros até encontrar o ponto 26; do ponto 24A ao ponto 26 confronta com propriedade de Alfredo Unglauber; daí, com deflexão à esquerda e RM 70°56’37”SE e o comprimento de 191,03 (cento e noventa e um vírgula zero três) metros até encontrar o ponto 27; daí, com deflexão à direita e RM 65°46’45” SE e o comprimento de 9,16 (nove vírgula dezesseis) metros alcança o ponto inicial 24C, do ponto 26 ao ponto 24C confronta com o imóvel de propriedade de Clineo Aparecido Zanoni, fechando assim a poligonal dessa área. Referido imóvel encontra-se cadastrado no INCRA sob nº 619.060.590.908-1, com os seguintes dados: área total 31,400ha, módulo rural 15,0520ha, número de módulos rurais 1,92 módulo fiscal 18,0000ha, número de módulos fiscais 1,7400, fração mínima de parcelamento 3,0000ha, com a denominação de Fazenda Nova, indicação para localização do imóvel: Estrada Velha do Barrocão. Consta no laudo de avaliação que trata-se de uma área de relevo acidentado (morro), sendo área pastoril em toda sua extensão. Imóvel matrícula nº 30.383 do CRI de Pirassununga/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$ 325.594,92(Trezentos e vinte e cinco mil, quinhentos e noventa e quatro reais e noventa e dois centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:AV.8-PENHORA de 50% do imóvel, expedido pelo 3º Ofício Judicial da Comarca de Pirassununga, no proc. nº 00004050-37.2015, movido por Banco do Brasil S/A;AV.9-PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Judicial da Comarca de Pirassununga, no proc. nº 0001946-72.2015.8.26.0457, movido por Banco do Brasil S/A;AV.10-PENHORA de 50% do imóvel, expedido pela 3ª Vara Judicial da Comarca de Pirassununga, no proc. nº 00004050-37.2015, movido por Banco do Brasil S/A.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL C/ 22,2548 HA

Lote 03: IMÓVEL RURAL C/ 22,2548 HA

Valores atualizados

Avaliação150.628,07
Lance mínimo90.376,84
Incremento1.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas78

Localização: Cândido Mota/SP

Fórum/Vara: 2ª VARA DA COMARCA DE CÂNDIDO MOTA – SP

Nº do processo: 0000588-26.2009.8.26.0120

RQTE: OCTAVIANO RAYMUNDO CAMARGO SILVA

RQDO: ADEMIR CARLOS ANDREOTTI e demais interessados


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O Leilão terá início no dia 05/11/2019 à partir das 14:50h, e encerramento no dia 27/11/2019 às 14:50h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a60%(sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$ 90.376,84


DESCRIÇÃO:  Um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma área de terras, rural, com 22,2548ha, iguais a 9,19619 alqueires, denominada Sítio São Francisco, situada na antiga Fazenda Macuco, na Água da Lagoa, neste distrito, município e Comarca de Cândido Mota, com a seguinte descrição: Inicia-se no marco “MP”, cravado no vértice do polígono junto a ´gua da Lagoa e com propriedade de Antonio Andreotti, deste segue confrontando-se com propriedade de Antonio Andreotti, com os seguintes rumos e distâncias: do ponto “MP” ao ponto 1, segue com rumo de 42°32’04”SE, numa distância de 410,550m, do ponto 1 ao ponto 2, segue com rumo de 69°09’11”NE, numa distância de 47,036m, deste deflete à direita e s egue confrontando com propriedade de Pedro Pereira Rodrigues, com um rumo de 40°39’20”SE, numa distância de 248,885m, até o ponto “2A”, deste deflete à direita e segue confrontando com propriedade de Orlando Francisco Andreotti, com os seguintes rumos e distâncias: do ponto “2-A” ao ponto “4-B”, segue com rumo de 41°48’19”SW, numa distância de 129,917m, do ponto “4-B” ao ponto “4-A”, segue com rumo de 74°21’23”SW, numa distância de 239,118m, deste deflete a direita e segue confrontando com propriedade de Paulo Moysés Andreotti, com um rumo de 46°38’05”NW, numa distância de 552,857m, até o ponto 5, deste deflete à direita e segue confrontando com a montante Água da Lagoa, numa distância de 354,823m, até o ponto inicial “MP”, fechando assim o perímetro do Imóvel. Cadastrado no INCRA sob o nº 627.046.007.471-0, com denominação: Sítio São Francisco, localização: Água do Macuco, área total: 92,8ha, módulo rural: 17,7ha, nº de módulos rurais: 5,24, módulo fiscal: 20,0ha, nº de módulos fiscais: 4,64, fração mínima de parcelamento: 20,0h, nº de módulos fiscais: 4,64, fração mínima de parcelamento: 2,0ha, CIR. Média propriedade, lançado em nome de Orlando Francisco Andreotti, brasileiro, nº do imóvel na Receita Federal: 0735057-0. Consta no Laudo de Avaliação que a área descrita na matrícula é totalmente mecanizável e sem restrições ambientais excluindo as áreas de preservação permanente. O imóvel rural é banhado pelos córregos água da Lagoa. Imóvel matrícula nº 12143 do CRI de Cândido Mota/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$ 150.628,07(Cento e cinquenta mil, seiscentos e vinte e oito reais e sete centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:AV.9-PENHORA do imóvel, expedido pelo 2º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 1138/09, movido por Cooperativa dos Cafeicultore da Média Sorocaba;R.13-HIPOTECA de 1º grau do imóvel, em favor de Defispar Distribuidora de Insumos Agrícolas Ltda;R.14-HIPOTECA de 2º grau do imóvel, em favor de Defispar Distribuidora de Insumos Agrícolas Ltda;AV.15-PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 898-2006, movido por Coopermota Cooperativa Agroindustrial;AV.16-PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 1125/2009, movido por Coopermota Cooperativa Agroindustrial;AV.17-PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 702-2006, movido por Coopermota Cooperativa Agroindustrial.

OBS.: A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL C/ 15,00 HA

Lote 04: IMÓVEL RURAL C/ 15,00 HA

Valores atualizados

Avaliação847.664,02
Lance mínimo508.598,41
Incremento3.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas63

Localização: Cândido Mota/SP

Fórum/Vara: 2ª VARA DA COMARCA DE CÂNDIDO MOTA – SP

Nº do processo: 0000588-26.2009.8.26.0120

RQTE: OCTAVIANO RAYMUNDO CAMARGO SILVA

RQDO: ADEMIR CARLOS ANDREOTTI e demais interessados


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O Leilão terá início no dia 05/11/2019 à partir das 14:50h, e encerramento no dia 27/11/2019 às 14:50h (ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a60%(sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$ 508.598,41


DESCRIÇÃO:   Um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Um (01) imóvel rural, com a área de 15,00 (quinze hectares), iguais a (seis) 06 alqueires, mais 4800 metros quadrados de terras, cadastrado nº INCRA sob nr-627 046 010 200-5, área total 260 5, área utilizada 253 3; área aproveitável 258 1, módulo 20 0, nr de módulos 12 9, e fração mínima de parcelamento 15 0 has, situado neste distrito, município e comarca de Cândido Mota, do Estado de São Paulo, na Fazenda Macuco ou Jacutinga, cujos 15 00has, tem as divisas e confrontações seguintes: de um lado, divide com propriedade da Estrada que desta cidade demanda a Usina Paris; de outro lado, divide com propriedade de Ataliba de Souza Freire, sucessor da compradora; de outro lado ainda, divide com propriedade de Elvira Passarelli e outros e com propriedade de Ataliba de Souza Freire, sucessor de Maria Luiza Borges de Goes e finalmente de outro lado, divide com propriedade de José Rezende de Goes, sucessor do vendedor, ou seja, com a área remanescente e transmitida qie, eles outorgantes vendedores, não está incursos nas restrições dos arts-141 e 142, do Dec.Fed.3887 de 26-8-60 e em suas alterações. Consta no Laudo de Avaliação que todas as áreas são passíveis de uso e  mecanização e sem restrições ambientais. Imóvel matrícula nº 3462 do CRI de Cândido Mota/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$ 847.664,02(Oitocentos e quarenta e sete mil, seiscentos e sessenta e quatro reais e dois centavos)

ÔNUS: Consta na referida matrícula:R.30-HIPOTECA de 1º grau do imóvel, em favor de Cooperativa de Crédito Rural de Cândido Mota;R.31-HIPOTECA de 2º grau do imóvel, em favor de Cooperativa de Crédito Rural de Cândido Mota;R.33-HIPOTECA de 4º grau do imóvel, em favor de Cooperativa de Crédito Rural de Cândido Mota;R.35-HIPOTECA de 4º grau do imóvel, em favor de Cooperativa de Crédito Rural de Cândido Mota.

OBS.:  A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL COM 111,44 ALQ

Lote 04: IMÓVEL RURAL COM 111,44 ALQ

Valores atualizados

Avaliação3.890.276,78
Lance mínimo3.890.276,78
Incremento10.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas278

Localização:Junqueirópolis/SP

Fórum/Vara:VARA ÚNICA DA COMARCA DE JUNQUEIRÓPOLIS – SP

Nº do processo:0000244-06.1999.8.26.0311

RQTE:UNIÃO

RQDO:AGRÍCOLA CORREGO BONITO LTDA,VALE VERDE SA INDÚSTRIA E COMÉRCIO


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE! 

O 1° Leilão terá início no dia 23/10/2019 à partir das 14:00h, e encerramento no dia 28/10/2019 às 14:00h; não havendo lance superior ou igual ao da avaliação, seguir-se-á, sem interrupção,o 2° Leilão, que se estenderá em aberto para captação de lances e se encerrará em 19/11/2019 às 14:00h(ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a60%(sessenta por cento) do valor da avaliação. 

1º Leilão - Lance mínimo  R$3.890.276,78

2º Leilão - Lance mínimo  R$ 2.334.166,06 


DESCRIÇÃO:   IMÓVEL RURAL COM 111,44 ALQUEIRES - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma gleba de terras, com área de 132,64 alqueires (cento de alqueires), ou sejam, 321,00 hectares, destacada da Fazenda Santo Antônio situada neste município e comarca de Junqueirópolis, Estado de São Paulo, compreendida dentro do seguinte roteiro de divisas e confrontações: Começa em um marco cravado na margem direita da estrada municipal que liga Junqueirópolis ao bairro Juriti e na divisa das terras pertencentes a Vale Verde Destilaria Junqueiropolense de Alcool Ltda; segue confrontando com esta, rumo 34º 50’ SW na distância de 287,50 metros; deflete a direita e segue com o mesmo confrontante, rumo 53º 00’ NW na distância de 266,20 metros, até o marco cravado na margem esquerda da estrada municipal que liga Junqueirópolis ao Bairro Maracá; segue por esta, rumo 18º 30’ SW na distância de 1.107,50 metros, até o marco cravado na divisa das terras de Konihiko Ishimi; segue confrontando com este, rumo 53º 00’ SE na distância de 1.857,00 metros; deflete à esquerda e segue confrontando com Konihiko Ishimi e Wilson Sabatini, rumo 35º 30’ NE na distância de 1.360,00 metros até o marco cravado na margem direita da estrada municipal que liga Junqueirópolis ao Bairro Maracá, digo, Bairro Juriti; segue por esta, rumo 53º 00’ NW na distância de 713,00 metros, até o marco cravado na divisa das terras de Florindo Salvador Sabio; segue confrontando com este rumo 37º 51’ NE na distância de 1.148,00 metros, até o marco cravado na divisa de terras de Manoel Carvalho; segue confrontando com este, rumo 21º 51’ NW na distância de 450,00 metros até o marco cravado na divisa das terras de Sebastião Pasquini; segue confrontando com este, rumo 37º 51’ SW na distância de 1.148,00 metros até o marco cravado na margem direita da estrada municipal que liga Junqueirópolis ao Bairro Juriti; segue por esta, rumo 53º 00’ NW na distância de 765,80 metros, até o marco inicial. Consta naAV.15 da matrícula nº 2.751 que, em virtude da alienação de 21,20 alqueires paulista, o imóvel objeto desta matrícula, deste cartório, ficou com uma área de 111,44 alqueires paulistas, ou sejam, 269,68 has. Imóvel matriculado sob o n° 2.751 do CRI de Junqueirópolis/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$  3.890.276,78(Três milhões, oitocentos e noventa mil, duzentos e setenta e seis reais e setenta e oito centavos)

ÔNUS:Consta na referida matrícula:R.16 -HIPOTECA de 2º grau em favor do Banco do Brasil S/A;R.17 -HIPOTECA de 3º grau, em favor do Banco do Brasil S/A;R.19 -HIPOTECA de 3º grau, em favor do Banco do Brasil S/A;R.21 -HIPOTECA de 4º grau, em favor do Banco do Brasil S/A;R.23 -HIPOTECA de 5º grau, em favor do Banco do Brasil S/A;R.25 -HIPOTECA de 6º grau, em favor do Banco do Brasil S/A;R.26 -HIPOTECA de 7º grau, em favor do Banco do Brasil S/A;R.27 -HIPOTECA de 8º grau, em favor do Banco do Brasil S/A;R.28 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor do Banco do Brasil S/A, no proc. nº 285/95;R.29 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor da Fazenda do Estado de São Paulo, no proc. nº 177/92;R.30 -PENHORA do imóvel, expedido pela 1ª Vara da Comarca de Junqueirópolis, em favor da Fazenda do Estado de São Paulo, no proc. nº 04/96;R.31 -PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Juízo de Direito de Junqueirópolis, em favor da Fazenda do Estado de São Paulo, no proc. nº 058/96;R.32 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor do Instituto Nacional do Seguro Social, no proc. nº 51/98;R.33 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor do Instituto Nacional do Seguro Social - INSS, no proc. nº 113/98;R.34 -PENHORA do imóvel, expedido Vara Única de Junqueirópolis, em favor da Fazenda Nacional, no proc. nº 37/98;R.36 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor do Instituto Nacional do Seguro Social, no proc. nº 24/98;R.37 -PENHORA do imóvel, expedido Vara Única de Junqueirópolis, em favor do Instituto Nacional do Seguro Social, no proc. nº 52/98;R.38 -PENHORA do imóvel, expedido Vara Única de Junqueirópolis, em favor da Fazenda do Estado de São Paulo, no proc. nº 003/92;R.39 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Junta de Conciliação e Julgamento de Dracena, em favor de Claudio Roberto da Silva e outros, no proc. nº 641/99;R.40 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Joaquim Alves de Souza, no proc. nº 509/99;R.41 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Luiz Leonildo Durante, no proc. nº 359/99;R.42 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Lazaro Bento dos Santos, no proc. nº 449/1996;R.43 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Oswaldete Pego SIlva, no proc. nº 571/96;R.44 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Cicero Herculano Ferreira, no proc. nº 701/1996;R.45 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Manoel Pedro de Santana Neto, no proc. nº 702/96;R.46 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonia Moreira de Souza, no proc. nº 133/99;R.47 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Pereira de Santana, no proc. nº 143/99;  R.48 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Joaquim Pereira de Lima, no proc. nº 153/99;R.49 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Luiz Carlos de Oliveira, no proc. nº 163/99;R.50 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Vanderlei Joaquim de Souza, no proc. nº 173/99;R.51 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Judite B.O. de Oliveira, no proc. nº 183/99;R.52 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Maria Aparecida Barros da Silva, no proc. nº 193/99;R.53 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Aureliano Pedro Miranda, no proc. nº 213/99;R.54 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Alfredo Silva dos Santos, no proc. nº 203/99;R.55 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Francisco Xavier, no proc. nº 223/99;R.56 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de João dos Santos, no proc. nº 233/99;R.57 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Benedito de Souza, no proc. nº 243/99;R.58 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Benedito de Souza, no proc. nº 233/99;R.59 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Mauro Luiz da Silva, no proc. nº 263/99;R.60 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Petrolinio Siqueira, no proc. nº 273/99;R.61 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Gonçalves, no proc. nº 312/99;R.62 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Ivo Clemente da Costa, no proc. nº 673/99;R.63 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Barbosa dos Santos, no proc. nº 613/99;R.64 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Joaquim Rodrigues dos Santos e outros, no proc. nº 130/99;R.65 -PENHORA da parte ideal equivalente a 1 alqueire paulista do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Noemia Claudio da Rocha, no proc. nº 1.026/98;R.66 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 14/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Luzia Mauro da Silva, no proc. nº 915/98;R.67 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Domingos Elias de Sá no proc. nº 968/98;R.68 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Joana D’Arc Aniceto, no proc. nº 01/2000;R.69 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 9/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Juraci Santos de Oliveira, no proc. nº 748/99;R.70 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Valdir Pezarezi, no proc. nº 742/99;R.71 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Aparecido Alves de Lima, no proc. nº 743/99;R.72 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 55/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Carmelita Fagundes da Rocha, no proc. nº 744/99;R.73 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Ivone de Souza Gazim, no proc. nº 745/99;R.74 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Elias Alves Teixeira, no proc. nº 746/99;R.75 - PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/100 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Luciano Lucas, no proc. nº 749/99;R.76 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/100 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Marinete Silva Pereira, no proc. nº 750/99;R.77 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/100 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Roselaine Cruz Batista, no proc. nº 751/99;R.78 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 9/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Moacir Araujo dos Santos, no proc. nº 752/99;R.79 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 35/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Ari Pereira Gomes, no proc. nº 753/99;R.80 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Aparecido dos Santos de Oliveira, no proc. nº 754/99;R.81 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/125 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Ivaneti Silva Pereira, no proc. nº 755/99;R.82 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/20 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Pereira de Souza, no proc. nº 756/99;R.83 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/20 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Roberto Pedro da Silva, no proc. nº 757/99;R.84 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Aristides Alves, no proc. nº 768/99;R.85 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 35/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Raimundo Belmiro de Brito, no proc. nº 783/99;R.86 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 35/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Nivaldo Boschetti Teixeira, no proc. nº 784/99;R.87 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 35/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Pedro dos Santos Filho, no proc. nº 785/99;R.88 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/20 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de João Custódio Alves, no proc. nº 786/99;R.89 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/20 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Antonio Ramos, no proc. nº 787/99;R.90 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Edio Barbosa dos Santos, no proc. nº 819/99;R.91 -PENHORA da parte ideal, correspondente a “Lote C”, equivalente a 38,40 alqueires do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Pego do Amaral Sobrinho, no proc. nº 832/99;R.92 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Roberto Rodrigues Nunes, no proc. nº 879/99;R.94 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 10/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Cristina Galdino da Silva, no proc. nº 881/99;R.95 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 20/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Pedro Luiz Gazin, no proc. nº 882/99;R.96 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 34/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Marcos Cirilo Vieira, no proc. nº 884/99;R.97 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Kleber Custódio Alves, no proc. nº 885/99;R.98 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/100 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Sidnei Benedito, no proc. nº 925/99;R.99 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 35/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Ferreira da Silva, no proc. nº 926/99;R.100 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 30/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Cicero Ladislau Torres, no proc. nº 927/99;R.101 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 10/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clemerio Orides Baggio, no proc. nº 928/99;R.102 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 0,6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Adriana de Paula Vaz Dourado, no proc. nº 965/99;R.103 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Jesus Inacio, no proc. nº 992/99;R.104 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Marcelo Lemes da Silva, no proc. nº 1.122/19-998;R.105 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Cardoso, no proc. nº 1.123/19-990;R.106 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 16/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Aparecido de Souza, no proc. nº 1.124/1999-3;R.107 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Silvia de Fátima Zafalão, no proc. nº 1.126/1999-9;R.108 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Nelson Vieira, no proc. nº 1.131/1999-9;R.111 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Osvaldo José de Almeida, no proc. nº 1.147/19-999;R.112 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Lopes Abreu, no proc. nº 1.148/19-991;R.113 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Mathias da Silva, no proc. nº 1.159/19-8;R.114 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Vitorino da Silva, no proc. nº 1.200/1999-0;R.115 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clarice da Cruz Dias, no proc. nº 1.201/1999-2;R.116 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Valdite Maria de Souza Dourado, no proc. nº 1.202/1999-5;R.117 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 7/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Elza Aparecida Trevisan Frigo, no proc. nº 1.203/1999-8;R.118 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Helio Soriano de Brito, no proc. nº 1.220/1999-7;R.119 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Maria de Fátima Baptista Marinho, no proc. nº 1.224/1999-8;R.120 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Milton Baltazar da Silva, no proc. nº 1.226/1999-3;R.121 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Francisco, no proc. nº 1.253/1999-6;R.122 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Kleber Itamar D’Aurelio, no proc. nº 1.254/1999-9;R.123 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Carlos Soares da Silva, no proc. nº 1.262/19-1997;R.124 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Jair Lourenço, no proc. nº 1.263/19-990;R.125 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Cavalcante de Melo, no proc. nº 1.264/19-992;R.126 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Gilvanildo Marquezini Cavalcante, no proc. nº 1.265/19-995;R.127 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José dos Santos, no proc. nº 1.266/19-998;R.128 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Abel de Lira, no proc. nº 1.267/19-990;R.129 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Ricardo Donizete Carmona Gonçalves, no proc. nº 1.281/19-991;R.130 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Francisco de Abreu, no proc. nº 1.282/19-994;R.131 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Maria Aparecida da Silva, no proc. nº 1.283/19-997;R.132 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Paulo Vicente Rodrigues Pinto, no proc. nº 1.285/19-992; R.133 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Ilvanete Oliveira dos Santos, no proc. nº 1.286/1999-5;R.134 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Carlos Braga, no proc. nº 1.316/1999-4;R.135 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Marcos Antonio Figueiredo, no proc. nº 1.317/19-997;R.136 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clodoaldo Bisca, no proc. nº 1.318/1999-0;R.137 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clarice da Cruz Dias, no proc. nº 1.201/1999-2;R.138 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Reginaldo Cruz, no proc. nº 1.320/1999-1;R.139 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clara Vieira de Souza, no proc. nº 1.322/19-997;R.140 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 1/100 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Picidano de Souza, no proc. nº 1.323/1999-0;R.141 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Renato Cesar Portari, no proc. nº 1.324/1999-2;R.142 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/125 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Luiz Francisco de Abreu, no proc. nº 1.336/1999-1;R.143 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/125 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Rafael Inacio de Oliveira, no proc. nº 1.338/1999-7;R.144 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clarice da Cruz Dias, no proc. nº 1.201/1999-2;R.145 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Maria Terezinha Pereira de Souza Oliveira, no proc. nº 1.372/1999-5;R.146 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Conde, no proc. nº 1.373/1999-8;R.147 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Ailton Pereira da Silva, no proc. nº 1.374/1999-0;R.148 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Edite Fausta de Almeida, no proc. nº 1.375/1999-3;R.149 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Santina Rodrigues de Souza, no proc. nº 1.376/1999-6;R.150 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Gerson Alves de Santana, no proc. nº 1.381/1999-6;R.151 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Caetano, no proc. nº 1.382/1999-9;R.152 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 7/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Oswaldo Branco Alves, no proc. nº 1.383/1999-1;R.153 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 9/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Jair Zanetti, no proc. nº 1.384/1999-4;R.154 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 18/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Osvaldo Gaspar, no proc. nº 1.385/1999-7;R.155 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Wilson de Souza, no proc. nº 1.386/1999-0;R.156 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Cleusa dos Santos, no proc. nº 1.396/1999-3;R.157 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clarice da Cruz Dias, no proc. nº 1.201/1999-2;R.158 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Valdeci Marangoni, no proc. nº 1.398/1999-9;R.159 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Jorge Costa Lima, no proc. nº 1.399/1999-1;R.160 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 17/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Marcos Antonio Duarte Zafalão, no proc. nº 1.400/1999-9;R.161 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 11/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Leila de Andrade Barbosa Bologna, no proc. nº 1.405/1999-2;R.162 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 13/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Dionisio Cardoso de Sá, no proc. nº 1.406/1999-5;R.163 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 19/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Aparecido Donizete Antunes, no proc. nº 1.410/1999-2;R.164 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 5/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Fiais de Carvalho, no proc. nº 1.411/1999-5;R.165 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de José Marcos dos Santos, no proc. nº 1.412/1999-8;R.166 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Artur Ferreira de Souza, no proc. nº 1.413/1999-0;R.167 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 10/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Clovis Roberto Cruz, no proc. nº 1.414/1999-3;R.168 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 8/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Antonio Ferreira de Carvalho, no proc. nº 1.4151999-6;R.169 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 16/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Eduardo Ferreira de Novaes, no proc. nº 1.103/2000-3;R.170 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Maria Aparecida de Oliveira, no proc. nº 00.106/2000-1;R.171 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 24/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Celso Gonçalves de Miranda, no proc. nº 00.113/2000-7;R.172 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de João Carlos dos Santos, no proc. nº 419/2000-7;R.173 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 30/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Rubens Felix e outros, no proc. nº 00.153/2000-1;R.174 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 7/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Leonardo Angelo dos Santos, no proc. nº 420/20-006;R.175 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 20/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Carlos da Silva, no proc. nº 570/2000;R.176 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 3/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Severino Manoel da Silva e outra, no proc. nº 580/2000-2;R.177 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 6/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Auzeti Ruas da Silva, no proc. nº 590/2000;R.178 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 2/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Aparecida de Souza, no proc. nº 591/2000;R.179 -PENHORA da parte ideal equivalente a fração de 4/500 do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho de Dracena, em favor de Flavio Roberto de Jesus Santos, no proc. nº 717/2000-5;R.180 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor da União, no proc. nº 654/2001;R.181 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor da Fazenda Nacional, no proc. nº 37/98;R.185 -PENHORA de 20% do imóvel, expedido pelo Ofício judicial de Junqueirópolis, em favor da União, no proc. nº 3000306-04.2013;R.186 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara do Trabalho da 15ª região - Vara do Trabalho de Dracena/SP, em favor do Ministério da Fazenda, no proc. nº 0148800-02.2005.5.15.0050;R.187 -PENHORA de 50% do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor da União, no proc. nº 311.01.1996.000727;R.188 -ARROLAMENTO de bens e direitos;R.189 -INDISPONIBILIDADE, extraído do proc. nº 0091300-22.1998.5.15.0050;R.190 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor do Ministério da Fazenda, no proc. nº 0000174861999;R.191 -PENHORA do imóvel, expedido pela Vara Única de Junqueirópolis, em favor da Caixa Econômica Federal, no proc. nº 0001226832000;R.192 -PENHORA do imóvel, nestes autos;R.193 -INDISPONIBILIDADE, extraído do proc. nº 00007274119968260311;R.194 -INDISPONIBILIDADE, extraído do proc. nº 00008498319988260311.

OBS.:A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui. 

Link googlemaps clique aqui. 

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.  


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.

IMÓVEL RURAL C/ 7,950 HA

Lote 05: IMÓVEL RURAL C/ 7,950 HA

Valores atualizados

Avaliação449.241,60
Lance mínimo449.241,60
Incremento1.000,00

Resultado parcial

Maior lanceN/D
UsuárioN/D
Visitas74

Localização:  Cândido Mota/SP

Fórum/Vara: 2ª VARA DA COMARCA DE CÂNDIDO MOTA – SP

Nº do processo: 0000588-26.2009.8.26.0120

RQTE: OCTAVIANO RAYMUNDO CAMARGO SILVA

RQDO: ADEMIR CARLOS ANDREOTTI e demais interessados


LEILÃO JUDICIAL - SOMENTE ON-LINE!

O Leilão terá início no dia 05/11/2019 à partir das 14:50h, e encerramento no dia 27/11/2019 às 14:50h (ambos no horário de Brasília), sendo vendido o bem pelo maior lance ofertado, desde que não inferior a60%(sessenta por cento) do valor da avaliação.

1º Leilão - Lance mínimo  R$ 269.544,96


DESCRIÇÃO:  Um imóvel rural - DESCRIÇÃO DA MATRÍCULA: Uma área de terras, rural, com 7,950ha, iguais 3,2851 alqueires, destacada da Fazenda São Lázaro, situada na antiga Fazenda Macuco ou Jacutinga, na Água do Macuco, neste distrito, município e comarca de Cândido Mota, com a seguinte descrição: Inicia-se no marco denominado “M13”, e cravado no vértice do polígono junto a propriedade de Ana Apolinário de Almeida da Silva, Aparecida Alves Borges de Oliveira, Antonio Alves Borges, Irene de Fátima de Almeida Góes, Maria Apolinário de Almeida Félix, Lázaro José de Almeida, Roberto Marcelo de Almeida, Adão Onofre de Almeida e Lázaro Sebastião de Almeida, e com propriedade de Benício Manzano, deste segue confrotando-se com propriedade de Benício Manzano, deste segue confrontando-se com propriedade de Benício Manzano, com o rumo o rumo de 37°08’45”NW, numa distância de 105,05m, até o ponto “M14”, deste segue confrontando com propriedade de Benício Manzano, com o rumo de 37°08’46”NW, numa distância de 137,60m, até o ponto “M15”, deste deflete à esquerda e segue confrontando com propriedade de Glicério Gaspar da Cruz, com rumo de 66°29’47”SW e uma distância de 185,50m, até o ponto “M16”, deste deflete à esquerda e segue confrontando com propriedade de Lázaro José da Sílva com o rumo de 23°25’50”SE, numa distância de 360,97m, até o ponto “M17”, deste segue confrontando com a propriedade de Lázaro José da Silva e com propriedade de Rosmil Jabur, com o rumo de 23°20’40”SE, numa distância de 113,49m, até o ponto “M17A”, deste deflete à esquerda e segue confrontando com propriedade de Ana Apolinário de Almeida da Silva, Aparecida Alves Borges de Oliveira, Antonia Apolinário de Jesus Borges, Eva Maria Apolinário Precideli, Antonio Alves Borges, Irene de Fátima de Almeida Góes, Maria Apolinário de Almeida Félix, Lázaro José de Almeida, Roberto Marcelo de Almeida, Adão Onofre de Almeida e Lázaro Sebastião de Almeida, com um rumo de 22°04’23”NE e uma distância de 340,96m, até o ponto inicial “M13”, fechando assim o perímetro do imóvel. Contribuinte nº 627.046.004.715-2, área total: 118,3ha, módulo rural: 18,3ha, nº de módulos rurais: 6,45, módulo fiscal: 20,0ha, nº de módulos fiscais: 5,92 e fração mínima de parcelamento 2,0ha. Consta no Laudo de Avaliação que todas as áreas são passíveis de uso e  mecanização e sem restrições ambientais. Imóvel matrícula n°11.815 do CRI de Cândido Mota/SP.

VALOR DA AVALIAÇÃO:R$ 449.241,60(Quatrocentos e quarenta e nove mil, duzentos e quarenta e um reais e sessenta centavos)

ÔNUS: AV.7-HIPOTECA de 1º grau do imóvel, em favor do Banco do Estado de São Paulo;R.12-HIPOTECA de 1º grau do imóvel, em favor do Banco do Estado de São Paulo S/A - BANESPA;R.13-HIPOTECA de 2º grau do imóvel, em favor do Banco do Estado de São Paulo S/A - BANESPA;R.14-HIPOTECA de 3º grau do imóvel, em favor do Banco do Estado de São Paulo S/A - BANESPA;AV.18-PENHORA do imóvel, expedido pelo 2º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 1138/09, movido por Cooperativa dos Cafeicultore da Média Sorocaba;AV.19-PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 898-2006, movido por Coopermota Cooperativa Agroindustrial;AV.20-PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 1125/2009, movido por Coopermota Cooperativa Agroindustrial;AV.21-PENHORA do imóvel, expedido pelo 1º Ofício Judicial da Comarca de Cândido Mota, no proc. nº 702-2006, movido por Coopermota Cooperativa Agroindustrial.

OBS.:  A descrição do(s) bem é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. O(s) bem(ns) será(ão) vendido(s) no estado em que se encontra(m). Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Link do processo clique aqui.

Link googlemaps clique aqui.

Os Links de esaj e googlemaps divulgadas no PORTAL LEGIS LEILÕES são informais e podem ocorrer erros, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos bens ou influenciar a decisão de oferta de lances para arrematação.


Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.